Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

F. C. Porto nos grandes momentos das representações oficiais do futebol português…!


Terminada a participação da seleção portuguesa de futebol profissional no Europeu deste ano de 2012, com a eliminação no desempate por grandes penalidades, já nas meias-finais da prova, fica um sentimento de alguma frustração perante uma participação honrosa mas não totalmente conseguida. Especialmente depois de se ter chegado até ao penúltimo jogo do mesmo campeonato, acabando infelizmente por sair ingloriamente, a equipa lusa, ao não ter sido alcançado o desiderato da chegada à final. 

Foi, contudo, deveras honrosa esta caminhada, que superou algo das expetativas, no fim de contas. Ficando garantido para a história uma página assinalável, para a qual, como de tantas outras vezes, contribuíram atletas do F. C. Porto.

O facto proporciona, enfim, um lembrete de recordações, atendendo ao F. C. Porto sempre ter estado nos grandes momentos do futebol português a nível de seleções, no caso.



Desde a participação com um futebolista na primeira equipa formada para representar o país como seleção portuguesa, em 1921; passando pela representação lusa que esteve presente pela primeira vez nos Jogos Olímpicos, como sucedeu em 1928 (e a propósito recordar particularmente Valdemar Mota, 1º Olímpico do F.C. Porto); até ao Europeu Militar, de seleções militares em 1958; ao Europeu de juniores de 1961; mais o 3º lugar do Mundial de 1966 (e extensivamente particularizar a participação do “Magriço” Alberto Festa); ao 3º lugar no Europeu de França em 1984; mais os campeonatos conquistados nas categorias jovens, etc… até ao 2º lugar no Euro 2004 e 4º no Mundial de 2008, apesar de diversas injustiças e caricatas ocorrências nas preferências dos selecionadores e outros responsáveis federativos, sempre o F. C. Porto esteve representado, dizendo presente.


De alguns desses momentos heroicos, e apenas alguns como exemplos (priviligiando feitos mais antigos, por os mais recentes ainda estarem de fresco na retina), registamos imagens e dados através de recordações foto-documentais, numa rapsódia ao sabor da memória:
















© Armando Pinto 

=== Clicar sobre as imagens, para aumentar ===


terça-feira, 26 de junho de 2012

O Maior Ícone do Porto


No auge das festas dos santos populares, passada a grandiosa festa do S. João do Porto (no dizer geral considerada a maior noitada festiva de Portugal), eis uma visão da mistura que ali se gera, em bom convívio e identificação bairrista, entre o povo anónimo e pessoas famosas, gente simples e personagens admirados, onde toda a gente festeja: 

- Em plena noite de S. João, festejando com todos os  foliões, aparece por entre a multidão, confundindo-se com o santo patrono da Invicta, e com todos distribuindo e recebendo manifestações usuais, com adereços próprios da ocasião, de alho porro na mão, mais raminho de cheiro e martelinho – aí está Pinto da Costa, o Presidente do F C Porto. Jorge Nuno Lima Pinto da Costa, o verdadeiro ícone da cidade do Porto, de tudo o que identifica o burgo portuense, o sentimento tripeiro e a vontade Portista. O herói de onde houve nome Portugal, enfim o maior Homem do Norte e de Portugal. 

a) Armando Pinto

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Na calha do livro “Retratos do Dragão”…

 

Decorreu nesta sexta-feira a apresentação pública de mais um livro sobre assuntos da história do F. C. Porto, intitulado “Retratos do Dragão”. Facto que registamos sempre com agrado, quando surge qualquer documento que ajude a engrandecer e perpetuar a Memória do F. C. Porto, em todos os sentidos e aspetos. 

Para já, porém, para não nos precipitarmos, não podemos dar qualquer opinião - como de anteriores vezes (no blogue "Lôngara..."), em que “gabamos” novos livros surgidos com o F. C. Porto por mote, antes de os termos lido; e depois vimos não corresponderem às expetativas, deparando-se graves erros e outros lapsos… especialmente quando, apesar do aval do clube, serem elaborados por adeptos de outros clubes, naturalmente não afeiçoados ao historial Portista. 

Desta feita, contudo, teremos de referir um facto relacionado, que pode nem ser nada de mais, mas leva a merecer reparo óbvio. Vindo então a propósito, na calha, como quem diz do que constará ou não na lombada do livro, dar uma achega, porque ressalta por demais. 

Repare-se no que reproduz a pequena nota difundida pelo site do F. C. Porto, pois há ali um pormenor  que nos chamou a atenção e faz com que fique algo interrogativo (referindo-se ao autor do referido livro):
«…Veríssimo Dias não escondeu também a emoção na hora de apresentar o seu mais recente projecto e deixou extensos elogios a todos os que permitiram e contribuíram para a realização deste livro. O autor da obra garante ser hoje "mais um Dragão"…»

- Quer dizer que não era…?


© Armando Pinto

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Bilhar do F. C. Porto também junta título de Bi-Campeão Nacional !

 

F. C. Porto é um mundo, como sabemos. Numa junção de muitas valências, entre as quais está o ecletismo que tem sido possível manter. E, nas modalidades que têm resistido, graças a toda a sua dinâmica e dimensão, continua o Bilhar a dar tacadas certeiras, em expressivas séries de carambolas vitoriosas. 

Sendo o bilhar um desporto artístico de grande destreza, dificuldade e inteligência, é por isso uma honra saber que o F. C. Porto tem pessoas muito dotadas nessa matéria, tais os resultados demonstrados, como agora mais uma vez aconteceu, com a obtenção de outro título nacional… 

Ora, apesar de pessoalmente mal termos sabido pegar num taco, querendo dizer que nunca fomos praticantes desta modalidade, e inclusive sem nunca termos presenciado ao vivo qualquer prova oficial, pela natural distância física e outros fatores (ainda seria interessante, um dia, haver uma prova de bilhares em pleno estádio do Dragão, como homenagem a tudo o que representa…), dizíamos, sempre apreciamos o labor da respetiva secção. Desde os tempos de diretores como o senhor Tavares Bastos e outros antecessores e sucessores, mais praticantes como Augusto Germano, Manuel Sousa (que nos dizia gostar de ler o que o autor escrevia n’ O Porto), Wilson Neves, etc. etc., até aos de agora, sabendo que está ligado ao bilhar um grande Portista e colecionador de adereços Portistas como o Fernando Machado, além da grande organização do diretor e atleta Alípio Jorge, mais os restantes integrantes da equipa, que têm obtido tantas e tantas taças e campeonatos. Tal qual o facto em apreço, pois a equipa de bilhar do FC Porto acaba a época desportiva na variante de três tabelas garantindo o bicampeonato. Os azuis e brancos ganharam todas as partidas em disputa, por claros 4-0. Dick Jaspers, Torbjörn Blomdahl, Rui Costa, Santos Oliveira, João Ferreira e Alípio Jorge foram os responsáveis pelo feito. Recorde-se que este sucesso surge depois das conquistas da Supertaça e da Taça de Portugal, ou seja, no bilhar às três tabelas o F. C. Porto ganhou todas as competições nacionais que disputou. A nível europeu, a equipa sagrou-se vice-campeã da Europa.

Já desenvolvemos uma narrativa do historial bilharista do F. C. Porto no blogue “Lôngara” (onde fica em "arquivo"), mas está visto que teria de se lhe prolongar aqui atenções, neste novo blogue de continuação, tal a sequência tão empolgante que mantém. Como memorizamos, através de recorte de uma caixa do jornal O Jogo, para na atualidade e à posteridade noticiar mais este feito.

Assim sendo, nada melhor que iniciar este novo espaço de registos da Vida do F. C. Porto com a felicidade de assinalar esta grande vitória, obtida agora pelo Bilhar do F C Porto, conquistado que foi mais um campeonato nacional, desta feita de carambola…!

 
© Armando Pinto 


 »»» Clicar sobre as digitalizações, para aumentar a visão «««

domingo, 17 de junho de 2012

Portismo



Mensagens e definições de Portismo: Sempre atuais e eternas!



© Armando Pinto 






 »»» Clicar sobre a imagem, para ampliar «««

Apresentação



~  Memória Portista  ~

Espaço de Atividade Memorial Portista: para colocação de artigos de escrita avulsa, pelo autor, sobre temas de história e outros assuntos relacionados com a Memória do Futebol Clube do Porto.

Blogue de “continuação” ao inicial e anterior, então intitulado “Lôngara – Actividade Literária e Memória Alvi-Anil”

(quanto aos temas desportivos e literários de índole Portista)

cujo endereço de acesso é


A. P.