Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

terça-feira, 31 de julho de 2012

Sara Oliveira: Nadadora representante Olímpica do F.C. Porto em Londres/2012


Está nas braçadas de Sara Oliveira a representação do F. C. Porto nas Olimpíadas de 2012. Mais pela honra, marcando assim o F. C. Porto presença, também, através de uma nadadora, no grande acontecimento clássico desportivo. 

Enquanto em anteriores ocasiões a representação Portista nos Jogos Olímpicos chegou a ser significativa, agora é diminuta, acompanhando o afastamento do clube em diversas modalidades amadoras com tradições olímpicas, a nível nacional. Restando olhar para as imagens televisivas, ainda que fugazmente, e saber que entre tantas ali há uma cara, nestes primeiros dias de competições, que nos desperta o sentimento clubista: Sara Oliveira, bem bonita por sinal - ou não fosse uma mulher de fibra Portista! Além de futebolistas internacionais estrangeiros do F. C. Porto que, embora ao serviço de seus países, também se encontram nos Jogos Olímpicos de Londres, como acontece com os "caras" musculados Hulk, Danilo e Alex Sandro, os quais fazem parte da seleção olímpica do Brasil; mais Abdoulaye Ba, que nesta Olimpíada de Inglaterra joga pelo Senegal.

Diversas já foram as modalidades em que já nos podemos rever, dentro do quadro competitivo dos sucessivos anos olímpicos, sem esquecer que o F. C. Porto entretanto teve no atletismo uma atleta medalhada, felizmente, com o ouro alcançado em 1996 por Fernanda Ribeiro. Momento único, esse, imortalizado num sprint vitorioso inesquecível nos 10.000 metros, em Atlanta. Obtendo aí Fernanda Ribeiro a honra de louros, com a medalha de campeã olímpica. Tal como, quatro anos volvidos, ainda conseguiu outra medalha, essa de bronze em Sydney/2000. Passado esse esplendor, presentemente é a natação a modalidade que junta a nome do F. C. Porto na embaixada portuguesa, desta vez presente em Londres/2012.

= Uma taça representativa do historial da Natação do F C Porto - entre inúmeros galardões conquistados (reportando no caso ao trofeu da vitória no “Meeting Internacional da Cidade do Porto", de 1985)… 

Ora, neste dia último de Julho, em que Sara Oliveira volta a nadar com as cores da representação portuguesa nos Jogos Olímpicos de Londres, estando com ela o nosso Ego Portista, apesar de sabermos de antemão que não se podem esperar grandes resultados, marcamos também presença em tal ondulação respeitante ao sentimento azul e branco. Honrando-nos com tão interessante prestação, ao serviço da nação desportiva. 

Em vista disto, prestamos aqui uma homenagem à secção da Natação do F. C. Porto, por meio de uma recordação interessante, também. Postando, a propósito, uma reportagem de tempos distantes, recuando ao longínquo ano de 1979, para evocar o que então já tinha de grandioso o historial da modalidade no F. C. Porto. Ao tempo de aspiração duma piscina olímpica, existindo nas Antas apenas pela metade a piscina de 25 metros. Uma diferença que afinal, passados tantos anos, perante as alterações verificadas, nem é assim tanta, pois volta a desejar-se uma piscina, com a distância diferente de agora ser junto ao estádio do Dragão… 

Assim sendo, eis aí uma reportagem que constou na revista Chuto, edição nº 11, de Abril de 1979, mostrando o Currículo da secção, até então, incluindo destaque para a evolução da carreira de Rui Borges, um valor que já despontava (e, como se sabe, foi mais tarde aos Jogos Olímpicos de 1988, em Seul):




© Armando Pinto 

=== Clicar sobre as digitalizações, para ampliar ===


4 comentários:

  1. Só a natação e o futebol nos poderão dar representantes para os Jogos. Será difícil o andebol português conseguir uma qualificação e o hóquei-em-patins não é modalidade olímpica. Estamos cada vez mais pobres nas modalidades ditas “amadoras”. Uma realidade que é muito difícil de encarar… E receio muito pelo futuro! As perspectivas não são animadoras. A Natação tem história no FC Porto; mas também o Basquetebol tinha… Para que serve o Dragão Caixa? Brincando um pouco (para espairecer…) qualquer dia é melhor fazer do recinto do pavilhão… uma piscina. Ao menos dá para tudo: competição e actividade… recreativa.

    Agora a sério: acho que as “modalidades” (quase todas) têm os dias contados em Portugal. Praticadas com carácter profissional, não vão sobreviver. Só o futebol tem condições. Sendo assim, o FC Porto está apenas a antecipar um cenário que vai generalizar-se. Teremos que voltar às origens e fazer como se faz na Natação onde, julgo, é tudo 100% amador.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. A Natação tem grandes tradições e os tempos da piscina nas Antas e dos golfinhos que dominavam a natação portuguesa, fizeram história e deixaram marca. Sara Oliveira é uma digna sucessora de tantos atletas de eleição que marcaram uma época.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Bom dia Sr. Pinto,

    Excelente reporte histórico de uma modalidade, que tantos títulos tem proporcionado ao nosso clube.
    Valorosos atletas que ao longo dos anos em condições difíceis competem e elevam alto o nome do clube.
    Bem falta faz umas piscinas no património do nosso FC Porto.

    Abraço

    Paulo

    pronunciadodragao.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Sara Oliveira não conseguiu o apuramento para as meias-finais dos 200 metros mariposa, já depois de ter falhado o tempo de qualificação nos 100 metros mariposa, e termina assim a sua participação nos Jogos Olímpicos de Londres.

    A atleta do FC Porto ficou afastada ao terminar a prova dos 200m no 24.º lugar, entre 28 nadadoras, com o tempo de 2.11,54 minutos, mais 1,40 segundos do que o recorde nacional registado em Pequim 2008.

    Na prova dos 100m, que decorreu no sábado, Sara Oliveira havia terminado na 36.ª posição, com 1.00,44 minutos.

    Site FCP

    ResponderEliminar