sábado, 18 de agosto de 2012

Artigo d’ O Porto, em Homenagem a Joaquim Sousa Santos - no conhecimento de sua morte…


Morreu Joaquim Sousa Santos, antigo ciclista vencedor da Volta a Portugal em bicicleta de 1979, ao serviço do F. C. Porto. Falecido na sequência de doença prolongada, com 58 anos, ao princípio da noite de sexta-feira, dia 17, esse que foi antigo desportista e era médico de profissão.

Por um comentário entrado na caixa deste nosso blogue, ao artigo sobre o antigo ciclista Mário Silva, soube o autor do sucedido com o também antigo ciclista Sousa Santos filho. Volvido pouco tempo, apareciam notícias relacionadas com o infausto acontecimento, através de postagens de amigos no facebook, segundo nota informativa da Federação Portuguesa de Ciclismo, difundida pela comunicação social. 

Em tempo mediático de ciclismo, junta-se um tema muito diferente, infelizmente, logo andando pelo País a corrida de bicicletas mais tradicional, embora sem o antigo fulgor popular, nem coisa que se pareça, desde que os grandes clubes desportivos deixaram de competir também nos pedais.


Desaparecendo assim e tão cedo esse nome que foi uma referência do panorama do ciclismo luso, um inesquecível atleta que soube dignificar o nome do F. C. Porto, vem a talhe justo tributo em sua memória: 

Joaquim Sousa Santos nasceu em 13 de Outubro de 1953 na freguesia de São João de Ver, concelho de Santa Maria da Feira. Era filho de um outro ex-ciclista com o mesmo nome - o famoso Sousa Santos que integrou equipas célebres do F. C. Porto na década dos anos cinquenta, dos tempos de Sousa Cardoso, Carlos Carvalho, Artur Coelho, Emídio Pinto, Agostinho Brás, Azevedo Maia, Mário Sá, Mário Silva e cª . 

Joaquim Sousa Santos (filho) representou o Sangalhos, o União de Coimbra, o Bombarralense e o F.C. Porto, tendo a sua carreira durado desde 1972 até 1980. Ganhou a Volta a Portugal de 1979, como representante do F. C. Porto, tendo ainda obtido um 2º, 5º e 8º lugares na Volta. Competição essa, a prova-rainha do ciclismo português, em que ganhou várias etapas, além de ter envergado, também, a camisola amarela por outras vezes. Foi ainda Campeão Nacional de Pista (Perseguição). No estrangeiro, foi 3º classificado e vencedor de 2 etapas na Volta a Málaga e 9º classificado na Semana Catalã.


Como homenagem memoranda à sua ligação ao desporto dos pedais e ao F. C. Porto, trazemos até aqui, para partilhar, um artigo escrito pelo autor há já muitos anos, no jornal O Porto, dos tempos em que tivemos oportunidade de colaborar no antigo órgão de comunicação do F. C. Porto. Por se tratar dum memorando sobre o historial do ciclismo do FC Porto, até então, quando a vitória de Joaquim Sousa Santos na Volta a Portugal estava ainda de fresco, nesse tempo. Sendo o artigo coincidente com a apresentação da equipa Portista para a nova época, a que decorreria em 1980 - daí o título: UM POUCO DE HISTÓRIA – NA APRESENTAÇÃO DO CICLISMO FAZ BEM LEMBRAR!

Para o efeito, retiramos dos arcanos essa crónica publicada n’ O Porto de 28 / 11 / 1979 – da qual digitalizamos o artigo em parcelas, para melhor visualização. Primeiramente numa vista de meia página (postada aí acima), a dar uma visão mais ampla, e de seguida, mais abaixo, todo o texto repartido em retalhos, para proporcionar melhor leitura.





(Como se pode ver, aparecem umas correções manuscritas, apostas pelo autor. Derivado a gralhas tipográficas que surgiam involuntariamente na publicação. Porque nesse tempo enviávamos o texto datilografado em papel e lá na redação tinham depois de o passar novamente, revertendo-o através dos carateres metálicos com que era feita a composição nas páginas. Processo esse que levava ao surgimento de erros, não raras vezes até com linhas alteradas, inclusive letras e números ao contrário, de forma inversa ou até de pernas para o ar.)

Armando Pinto 

»»»»» Clicar sobre as digitalizações, para ampliar. 
Podendo ser ainda aumentado o zoom. ««««««


4 comentários:

  1. Outra grande figura do FC Porto que desaparece prematuramente. Tanto ele como o seu pai, Sousa Santos, tiveram um carreira de grande fulgor e evidência no ciclismo, dando um contributo muito significativo para a supremacia do nosso clube na popular modalidade.

    Grande desportista que soube conciliar a paixão da família pelo ciclismo e os estudos que lhe permitiu concluir o curso de medicina.

    Remígio Costa

    ResponderEliminar
  2. Que descanse em paz, campeão Doutor Sousa Santos.

    Homenagem bonita. Coisa que não vi noutros sites e jornais com informação tão completa. Aqui tem rigor e conhecimento, o que faz vale a pena ler.

    ResponderEliminar
  3. Bom dia,

    Bonita homenagem a um valoroso homem e atleta que elevou bem alto a honra de ser do FC Porto.
    Graças a Deus existem blog's como este, que não deixam ficar esquecidas estas lendas do nosso clube, suprindo uma clara lacuna do nosso clube. Necessitamos de um museu para que gerações portistas possam conhecer ou recordar os momentos de glória do seu clube.

    Abraço e bom domingo

    Paulo

    pronunciadodragao.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente o novo museu, o bonito e importante Museu F C Porto by BMG, é essencialmente quase só sobre futebol e destaque ao futebol a partir das conquistas europeias. Pouco tem sobre ciclismo, e muito pouco de história ciclista, como aliás de outras modalidades, de cujas amadoras muito pouco mostra.

    ResponderEliminar