Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

sábado, 27 de outubro de 2012

Jogo 1000 do FC Porto no Campeonato Português, da Gerência do Presidente-Dragão Nuno Pinto da Costa


Com o jogo deste domingo, diante do Estoril Praia, acontece no reduto do clube da linha dos arredores de Lisboa o jogo com a conta exata do número mil, das participações da equipa principal do F. C. Porto no Campeonato da 1ª Divisão de futebol, agora com nome de Liga, desde que Jorge Nuno Pinto da Costa assumiu a Presidência do F. C. do Porto. 

Porque esta é uma verificação interessante e prova a longevidade histórica do Presidente-Dragão, se anota nestas anotações sobre memórias clubistas.


Assim sendo, por na verdade fazer parte da História do Futebol Clube do Porto, guarda-se à consideração memorativa alguns apontamentos relativos ao facto, através de passagens retiradas, para o efeito, do jornal O Jogo. Sem necessidade de mais considerandos, por na verdade conter o essencial do acontecimento. Caso a calhar a propósito, para motivação acrescida da nossa equipa poder oferecer a vitória a Pinto da Costa, no confronto com o clube tradicionalmente aliado dos homens do regime (ah, quanto lembra o caso-Estorilgate…!), perante a pertinência de tal realidade presente. Mantendo a gerência de Nuno Pinto da Costa já há mais de 30 anos na crista da onda…!




© Armando Pinto 

----» Clicar sobre as digitalizações, para ampliar «----


7 comentários:

  1. Os do Estoril são como os do Gil de Brcelos que contra o Porto dão o máximo e contra os gaybotas se abrem e deixam passar.

    ResponderEliminar
  2. Caro Armando, acho que quando PC chegou a Presidente, tínhamos expectativas - olhando ao que conseguiu enquanto responsável pelo futebol -, mas nunca nos passaria pela cabeça que ao chegar ao jogo mil no campeonato, o currículo fosse tão impressionante... mas ainda não chegou ao fim...

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. 1.000 jogos, 1.000 e muitas mais razões para considerarmos Pinto da Costa o maior Presidente de todos os tempos, no Clube, no país, no mundo!
    O seu currículo é, de facto, impressionante. E inigualável!

    Obrigado, Armando. Abraço.

    ResponderEliminar
  4. Currículo impressionante, de um homem ambicioso e com um perfil inigualável, no lugar que ocupa no nosso clube.
    São tantas as ocasiões em que foi o «maior».
    Leiam o artigo de Paulo Futre (in jornal A BOLA) do passado domingo 21/10/2012 "Paulinho, vais ser tu e mais dez!".
    Como portista, a consolação por acreditar que seu currículo continuará a crescer, nos próximos anos.

    ResponderEliminar
  5. 724ª vitória do Porto na era Pinto da Costa como Presidente. Vitória saudavel por 2-1 no sempre difícil campo estorilista, celebrando o jogo 1000 do Presidente e passando por cima dos benfiquistas que já pensavam ficar no comando da tabela. Uma palavra para o seu trabalho neste blog que acompanho, apesar de não ter por hábito comentar, como aliás em mais alguns outros que acompanho com interesse e atenção. Aqui tem sido apresentado trabalho de nível superior a qualquer profissional ou escritor de tarimba. Com paixão, conhecimentos e saber. Por ser fora do usual leva-me a dirigir-lhe uma atenção, porque merece saber que desejo muito que continue. Do melhor que tenho lido. Merecendo que o Porto proporcione muitas alegrias mais.

    ResponderEliminar
  6. Acerto - Números redondos: Jogo 1000 / 2012/2013 / Estoril, 1 (Steven Vitória 10') - F. C. Porto, 2 (Varela 56' | J. Martínez 59'). Vitória de raça, à Porto.

    ResponderEliminar
  7. Já não há muito mais a dizer sobre Pinto da Costa. Os títulos, os troféus e as vitórias dizem tudo, senão basta lembrar o que era o F.C. Porto quando ele começou e aquilo que o clube é hoje.

    Abraço

    ResponderEliminar