quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Revista “Dragões” de Setembro / 2012


Sempre que nos vem ao pensamento assuntos gloriosos do F. C. Porto, ocorre-nos dimensionar toda essa envolvência mística com uma subida bíblica ao Monte Horeb, o Sinai da subida de Moisés para receber as Tábuas da Lei, como rezam as escrituras. Por associação, com identificação perante espaços da tradição transcendente, em vista ao lugar elevado em que sempre colocamos o F. C. Porto. Neste caso, por via de escrituras que cheguem a nossos dias, em ideia capaz de preservar a memória Portista, remetendo à manifestação de inerentes mensagens de sinais azuis e brancos. Quanto devem ser, por exemplo, as edições de cunho clubista, dentro do mundo alvi-anil. 

Nesse aspeto, olhando entre registos do foro Portista, há atualmente a revista Dragões com a finalidade de deixar escrita a cronologia do clube, cuja publicação vai no seu ano 27 de existência e no presente está nos escaparates através da seguinte edição de Setembro. Da qual, e como tal, aqui damos nota, por mostra da respetiva capa e visualização do sumário, à feição de guarida às escrituras, na revelação de sempre.


© Armando Pinto 

== Clicar sobre as imagens, para ampliar ==

2 comentários:

  1. No dia deste excelente post:
    FC Porto 3 – Dínamo de Kiev 2
    Porto numa “troika” de boa índole: 3 golos, 3 vitórias, 3 pontuações máximas para o ranking da UEFA!
    E 3 x 3 = 9 pontos! No Dragão a equipa acelerava e marcava; quando pôs o pé no travão, deixou marcar. Algum sofrimento, mas a austeridade em alguns momentos do encontro não foi prejudicial para um bom “orçamento” final. Os milhões e os oitavos estão mais perto! Da “troika” de clubes portugueses, o FC Porto é, pois claro, a única com rendimento máximo (9 pontos); os da “capital do império” ficam-se pelo… rendimento mínimo (1 ponto).
    Destaques para os que negociaram muito bem o resultado final: Jackson (8 golos em 10 jogos!), Helton (impecável, mais uma extraordinária exibição!), Lucho (aqueles pés não (se) enganam), James (prodígio, mostra-o!), Varela (grande golo!), Mangala (uma excelente surpresa!).

    ResponderEliminar
  2. Leio a nossa revista de um lado ao outro aqui na suissa e gostava de ver na casa do FCP a outra Mundo Azul, maas tenho saudades do jornal Porto que lia com dias de atarso mas todas as semanas. Não se esquecer de por as fichas dos jogos como antes faziam e de falar de modalidades, porque gostava.

    ResponderEliminar