Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

sábado, 20 de julho de 2013

Imagens de Marca Portista - a propósito da ida do F. C. Porto à América do Sul


Onde o F. C. Porto estiver, através de embaixadas oficiais e representações de caracter desportivo, quer em competição ou evolução, aí estará nosso pensamento e sentimento, ali estaremos em espírito e vida, como de forma transcendente se pode transpor. Conforme mais uma vez, desta feita, é lá longe, na América do Sul, que está a representação-mor do clube, até onde se dirigem nossas atenções, atravessando os ares em longa distância. Pois é ali, em périplo pela Venezuela e Colômbia, que marca presença atual a equipa principal de futebol do F. C. Porto e seus responsáveis.


Nesse sentido seguiu a comitiva azul e branca rumo ao continente americano, viajando em avião personalizado, segundo nos apercebemos por imagens chegadas via rede social do facebook, através de simbolismo identificativo, tal qual se vê na imagem cimeira.


O caso, como anteriormente já aconteceu também, pelo menos na viagem para a final da Liga Europa que vencemos pela segunda vez, traz ao intelecto pensante a curiosidade interessante que representa afinal a imagem clubista, sendo que o F C Porto, como um dos grandes clubes desportivos mundiais, tem imagem de marca bem marcante.


Associando o facto ainda à vertente vitoriosa, pois mesmo em jogos e torneios particulares, como agora será o caso (tal qual em tempos antepassados, também), muito gostamos de ver os homens do Porto a levantar vitoriosamente os trofeus em disputa.


Em vista do facto, a propósito também da ida do F C Porto a dois países sul-americanos, lembramo-nos de recordar antigas feições que a marca Portista já tomava em tempos antepassados, com naturais distâncias no tempo, e de modo interligado precisamente aquando de anteriores visitas ao sul da América, como por exemplo à Venezuela.


Dessas e outras viagens já demos nota em anteriores apontamentos, em nossos espaços da blogosfera (como recordamos, abaixo, no fim deste artigo), e agora, aqui evocamos em algumas imagens mais, dos tempos de Hernâni, Acúrcio, Arcanjo, Carlos Duarte, Teixeira, etc. etc.


Repare-se nos fatos oficiais de viagem, em meados da década de cinquenta, assim como igualmente, pelos finais da mesma década, nos fatos de treino usados, em cotejo à atualidade, mas como indicação que a grandeza do F C Porto vem de longe, com estatuto granjeado desde tempos de dirigentes devotados. Sabendo-se, por exemplo, que em tempos até houve um padre que desempenhou funções no dirigismo Portista (o Padre Marcelino da Conceição, com folha de serviço mais saliente em ter trazido o grande Araújo para o F C Porto), entre apaixonados carolas que muito e bem serviram o F C Porto. Clérigo aquele que vemos junto a Miguel Arcanjo, todo a preceito, precisamente numa das deslocações em que o clube sabia já imprimir boa imagem.


Anos volvidos deu-se outra famosa deslocação para nova edição do Mundialito, então já chamado Torneio de Caracas, nos inícios dos anos sessentas, a que ficou ligada célebre apreciação de Di Stéfano sobre Américo (considerando-o um dos melhores guarda-redes que viu - a que no final referenciamos, em peça à parte) e a que se refere a imagem seguinte, dum dos momentos de lazer no calor venezuelano.


Desses tempos, como sinal de que interessará sempre ficar memória dos triunfos, recordamos uma taça ganha no estrangeiro, na bonita atitude de Hernâni erguer tão elegante taça, perante a companhia dos colegas Almeida, Paula e Alberto Festa.


No decurso dos anos outras mais deslocações aconteceram já às terras de Bolívar, entre as quais lembra o torneio ganho na grande série de penaltis defendidos por Armando, após empate no tempo regulamentar graças a também grande exibição do mesmo Armando Silva - na pré-época do verão de 1970, ou seja numa digressão realizada na preparação da temporada de 1970/71. 


E o tempo passou, chegando agora nova oportunidade duma nova jornada de saudade e fortificação de Portismo além fronteiras.
Então, para depois se associar na história, compare-se as imagens com as de agora, quanto às fotos chegadas pela rede social do facebook durante o voo, estando o F. C. Porto a caminho da América do Sul, para estada na Venezuela, primeiro, e depois Colômbia. Sabendo-se que na primeira paragem, em Puerto de La Cruz (domingo às 23 horas de Portugal), defronta o Deportivo Anzoátegui.


Para de seguida, depois na capital colombiana, Bogotá, ir defrontar o Millionários (pelas 1:30 horas de quinta-feira), certamente a provocar mais umas madrugadas de fervor Portista - para nós pela televisão através do Porto Canal.



Entretanto nossos representantes, do outro lado do Atlântico, levam mais um abraço aos Portistas que naquelas longínquas terras sentem também o nosso F. C. Porto, numa enternecedora deslocação aos referidos países da América Latina perante inerente afeto de proximidade com as comunidades lusas. Quão - nas palavras do presidente Pinto da Costa - "será uma grande satisfação poder apresentar a nossa equipa a todos os colombianos, com quem temos uma grande afetividade. Sendo uma enorme alegria poder levar o nosso futebol não só à grande comunidade portuguesa, mas também a toda a Venezuela."


Cá ficaremos, então, a acompanhar essa representatividade Portista, cientes da carga emotiva e sentimental em equação… !


Enquanto isso, como revisão de matéria, recordamos anteriores deslocações e fastos memorandos, como se pode rever em anteriores artigos que publicamos 
(clicando sobre os links referentes)
em 


Armando Pinto

= Clicar sobre as imagens digitalizadas do texto, para ampliar =

5 comentários:

  1. Mais uma reportagem de se lhe tirar o chapeu. Faço vénia a isto, porque nem os profissionais conseguem fazer coisas assim corretas e bem feitas, hoje no jornal O Jogo vem que o Porto só foi à Venezuela em 1963, o que aqui vejo que não foi só e com fotos e tudo. Parabens.

    ResponderEliminar
  2. Portistas aterraram na Venezuela.

    O FC Porto já chegou à Venezuela para iniciar a digressão pela América do Sul. Os dragões aterraram no Aeroporto Internacional José Antonio Anzoátegui pouco depois da 1 da manhã de Portugal. Pinto da Costa chefiou a comitiva portista, composta pelos 26 jogadores convocados por Paulo Fonseca.

    O seu artigo fez eu acompanhar a sério esta campanha.

    ResponderEliminar
  3. Aditamentos de atualização cronológica.

    Para a história, vamos registar assim alguns dos mais importantes dados que se verifiquem nesta digressão.

    Segundo a comunicação social está a difundir:

    Muito calor no primeiro treino na Venezuela
    Temperatura a superar os 30 graus, no inicial treino dos dragões em terreno venezuelano.
    Foi sob altas temperaturas que o F C Porto treinou este sábado no Estádio Olímpico José António Anzoátegui, em Puerto de La Cruz, na Venezuela. Numa sessão orientada por Paulo Fonseca e com a duração de 1 h 30, os jogadores viram-se obrigados a parar várias vezes, devido ao calor que se fazia sentir no relvado.
    Destaque ainda para uma peladinha entre os jogadores, com apenas um guarda-redes, Fabiano, que acabou por ter de ser assistido, depois de chocar com Ghilas, num lance em que o avançado argelino surgiu isolado e tentou fintar o brasileiro. Jackson marcou o único golo do jogo.
    Os dragões voltam a treinar às 23h00, hora portuguesa (17h30 na Venezuela).

    ResponderEliminar
  4. F C Porto na Venezuela

    O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, viajou no sábado para Caracas, onde passou o dia com o embaixador português na Venezuela, tendo sido homenageado na Casa do clube da capital venezuelana, conforme adiantou fonte do FC Porto.
    Jorge Nuno Pinto da Costa saiu de Puerto de la Cruz, onde a equipa portista realizará no domingo um jogo com o Anzoátegui. O presidente azul e branco e o embaixador venezuelano visitaram a casa do FC Porto de Caracas, na qual Pinto da Costa foi surpreendido com a inauguração de uma pequena galeria com fotografias e acessórios em homenagem a Pinto da Costa.
    Por volta das 21 horas locais, o presidente do FC Porto e o embaixador voltaram a encontrar-se, desta feita para jantar, e numa cerimónia na qual o presidente portista foi condecorado pela Associação de lusodescendentes na Venezuela com a Ordem do Infante.

    ResponderEliminar
  5. Mais uma prova da grandeza do nosso clube.

    ResponderEliminar