Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Mário Silva – Chefe de fila referencial do ciclismo do F C Porto


Mário Pereira da Silva, foi um ciclista português que tem seu nome na lista de vencedores da Volta a Portugal em bicicleta, tendo vencido essa prova-rainha da velocipedia nacional em 1961, correndo pelo F C do Porto.

Em dia comemorativo da instauração da República em Portugal, algo agora politicamente de lado, há outras felicitações a apresentar, de âmbito particular, ao menos. Como a data em que ocorre o aniversário natalício do "Mário Silva do Porto".

Pois... como a seguir referimos mais pormenorizadamente.


Nascido a 5 de Outubro de 1939, está pois de parabéns Mário Silva,  nesta data. Assim sendo, como nome do F C Porto que foi referência do desporto das bicicletas e nosso ídolo de infância e adolescência, lhe prestamos hoje mais uma homenagem de parabéns, com votos de felicidades, quanto nos deu enquanto andou com a camisola do F C Porto pelas estradas.

De 1959 a 1969 foi ciclista do FC Porto. Tendo, em representação do F C Porto tido maior destaque com a vitória na Volta a Portugal em 1961. Além dessa vitória, na mais importante prova do ciclismo português, teve uma carreira brilhante, como se enumera de seguida:

Palmarés

- 1959 – Começou a carreira de ciclismo como popular no Futebol Clube do Porto.
- 1960 – Venceu o Grande Prémio da Malveira.
Como Amador-Júnior foi aos Jogos Olímpicos a Roma (na seleção nacional)
1961 – Participou pela primeira vez na Volta a Portugal e venceu a mesma edição da "Volta".
E  no mesmo ano de estreia como sénior (foi):
Campeão de Nacional de Perseguição Individual em Pista
- 1962 – Rei da Montanha na Volta a Portugal
- 1962/63/65/66 – Participou na Volta à Espanha
1962 – 3º na Etapa "Vitória-Bilbao" da Volta à Espanha
- 1962/1964 – Participou na Volta à França do Futuro – Venceu a montanha Tourmalet e Obisque; e foi 2º Classificado na Geral da Montanha
- 1964 – Venceu o II Grande Prémio do F C Porto
- 1965 – Venceu o Grande Prémio Robbialac - no qual venceu 2 etapas, uma em linha e outra em contra-relógio individual
3º Classificado na Geral da Volta a Portugal
- 1965-66-68-69 – Participou nos Campeonatos do Mundo de Estrada
- 1966 – 3º Classificado no Campeonato Nacional de Estrada
Venceu o Circuito de Rio Maior
 Venceu a 8ª etapa, de Contra-Relógio (Fundão-Castelo Branco) da Volta a Portugal
1967 – 2º Classificado na clássica Porto-Lisboa
 Venceu o Circuito de Tavira
 Venceu a 13ª etapa, "Covilhã-Viseu", da Volta a Portugal
1968 – 2º Classificado no Prémio Casal
1969 – 2º Classificado no Grande Prémio Philips
Venceu 16ª etapa "Alcains-Penhas Saúde-Torre-Seia" da Volta a Portugal
3º Classificado na Geral da Volta a Portugal

1970 – Como selecionador, treinador e ciclista foi para Lourenço Marques representar a Fagor
Ali venceu o Grande Prémio Fagor
Venceu a Volta à Rodésia.
E terminou a carreira como ciclista.

Ao longo desses anos, enquanto esteve no F C Porto - Venceu 5 Campeonatos Nacionais por Equipas de 200 km. E, entre diversas distinções, foi reconhecido com o Trofeu Roda de Ouro.

Armando Pinto

((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

Sem comentários:

Enviar um comentário