Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Super lua azul – em dia de recordar o super medalhado Gomes


O tema está em voga no dia da chamada super lua, que ocorre em plena segunda-feira 14 de Novembro de 2016, mas não perde memória depois…

Com efeito, «a superlua desta segunda-feira será a maior e a mais brilhante do género desde 1948», como fenómeno correspondente.

«Por definição, a superlua acontece quando a diferença entre os instantes de Lua cheia e do perigeu é menor do que um dia e oito horas. O perigeu lunar ocorre quando a Lua, no percurso da sua órbita, está mais próxima da Terra…»

Têm-se sucedido fenómenos naturais, desde constelações, chuva de estrelas, e pelo cimo do firmamento adiante, enquanto cá por baixo no que nos interessa ainda se revêm algumas estrelas pelo firmamento azul do FC Porto, conforme de quando em vez por aqui vamos recordando.

Ora uma das estrelas do FC Porto foi o futebolista goleador surgido ainda na década dos anos setenta e capitão portista dos anos oitenta, Fernando Gomes. O nosso caro “Bibota”, que em seu tempo tanto admiramos e do qual bem gostávamos de ouvir seu nome nos relatos do Gomes Amaro. Tendo um efeito especial sempre que era ele a marcar os golos do Porto…

- «Gómis, cámisa nove… É golo! Qui félicidade… e a bola lá está dentro… E ágora…? …Vai buscar, no fundo do gôl…» !!!

Pois então Gomes depois de ter conquistado em 1983 a primeira Bota de Ouro, como já recordamos, conseguiu outra volvidos dois anos. E, como agora, em 2016, este dia é de superlua, há 31 anos, a 14 de novembro de 1985, foi dia de super Gomes do Porto. Dia em que Fernando Gomes recebeu a Medalha de Bons Serviços Desportivos concedida pela Secretaria de Estado do Desporto. Uma distinção mais do que merecida ao maior goleador da nossa história, o melhor goleador do campeonato português com nacionalidade e naturalidade portuguesa. Ele que então acabara de conquistar a segunda Bota de Ouro da sua carreira. «Gomes, que a partir daí ganhou a alcunha de “Bibota”, tinha terminado a época 1984/85 com o impressionante registo de 39 golos em 30 jornadas que ajudaram, e de que maneira, o FC Porto a conquistar o então oitavo título de campeão nacional, o primeiro sob a presidência de Jorge Nuno Pinto da Costa.»


Assim sendo, em dia de Super lua, há que recordar  o super medalhado Gomes, avivando também a vista com algumas imagens do dia da entrega do trofeu em Paris – por meio de parte duma reportagem da revista Nova Gente da época e, acima, alguns dos calendários pequenos da coleção particular do autor desta Memória.


ARMANDO PINTO
((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

1 comentário:

  1. Maiores goleadores, e que marcaram golos em mais do que uma Liga Europeia:

    1º Josef Bican: Áustria 18, Checoslováquia 500 (1931–55) – 518 golos
    2ºFerenc Puskás: Espanha 159, Hungria 358 (1943–66) – 517 golos
    3ºImre Schlosser: Hungria 411, Áustria 6 (1905–28) – 417 golos
    4ºGyula Zsengellér: Hungria 387, Itália 24 (1935–53) – 411 golos
    5ºGunnar Nordahl: Suécia 149, Itália 225 (1937–58) – 374 golos
    6ºFernando Gomes: Portugal 319, Espanha 12 (1974–91) – 331 golos
    7ºKrzysztof Warzycha: Polónia 66, Grécia 244 (1983–2004) – 310 golos
    8ºCristiano Ronaldo: Portugal 3, Inglaterra 84, Espanha 197 (2002–presente) – 284 golos
    9ºJohann Cruyff: Holanda 215, Espanha 50 (1964–84) – 265 golos
    10ºShota Arveladze: Geórgia 52, Turquia 61, Holanda 91, Escócia 44 (1990–2008) – 258 golos.

    Ficam estes registos para os mais distraídos!

    PT

    ResponderEliminar