segunda-feira, 29 de maio de 2017

6º Dia do Clube – Encontro de Portistas para Portistas / 2017


Realizado em local certo, na casa que é de todos os portistas, teve lugar nas instalações do estádio do Dragão o encontro familiar Dia do Clube entre sócios e adeptos apoiantes do FC Porto, no passado sábado do último fim de semana de maio. 

Um evento, afinal, que encheu as medidas clubistas de tanta gente que se inscreveu e tomou parte em tal realização – falando o autor destas linhas por quanto houve apreciação pessoal e perceção geral ouvida.  Estão de parabéns os organizadores, tratando-se dum grupo de portistas que não integram qualquer desempenho oficial dentro das estruturas do clube, e no fim de contas os diretores e funcionários do FC Porto que apoiaram a produção do acontecimento.


Porque muito agradou a tanta gente e de modo particular aqui ao autor deste blogue, muito haveria a escrever para conseguir descrever algo do que foi aquilo, mas  porque por muitas letras  que batesse não conseguiria expor totalmente, mais vale abreviar com o bastante que é dar parabéns a todos, desde quem organizou a quem possibilitou tudo, até aos participantes que em conjunto proporcionaram franco convívio de portistas. 


Pois então, afinal, o mais interessante foi viver um dia assim totalmente dedicado à temática clubista, além de tudo o mais. Venha o próximo, se possível depressa… Mesmo porque, como se falou de certos aspetos internos, se desta vez o que ali convivemos se reportou ao fim da época, seria de todo o interesse que houvesse de permeio um outro encontro do género em inícios de época, para os representantes do FC Porto que entrem e os que já cá estão  se apercebam da realidade e assimilem o verdadeiro espírito do Dragão, que adeptos verdadeiramente portistas, dos mais ou menos anónimos que apenas olham aos interesses do clube, podem transmitir sobre a necessidade de se falar e agir a uma só voz e dentro da mesma vontade, afinando a agulha do rumo, qual magnetismo a traçar direcionado ao nosso horizonte.


Deste encontro de amigos e conhecidos com o mesmo denominador comum do FC Porto, ficaram algumas recordações naturais e algumas outras de índole particular, incluindo que alguns adereços antigos ficaram mais enriquecidos com autenticação de autógrafos apostos, como foi o caso de dois discos antigos de vinil que passaram a conter nas respetivas capas também dedicatórias autografadas da nossa Maria Amélia Canossa, bem como um livro que em 1987 assinalou a grande vitória de Viena ficou com autógrafos do Presidente-dragão Nuno Pinto da Costa... e


... dos antigos futebolistas campeões europeus e mundiais Fernando Gomes, Frasco e João Pinto. 


Agregado aquele material literário e diuscográfico às mais lembranças que ficam.  Por entre algumas gentilezas recebidas, como dois livros ofertados e com devidas chancelas apostas, porque tudo o que seja referente ao FC Porto nos interessa e motiva. Sem esquecer que a história não pode ser esquecida, porque senão seria sinal de nem ter sido vivida nem ansiar sempre mais e melhor, enquanto tudo vale a pena quando a alma não é pequena, como poetou um dos nossos maiores vates.


De um dia assim, bem passado ali dentro do estádio do Dragão, ficam imagens gravadas na retina da memória, e ainda em suportes fotográficos, a partir da sala do encontro até à passagem pelo camarote de honra do estádio, podendo-se dali ver o atual estado dos trabalhos na reposição do relvado do campo, por exemplo, até ao convívio com alguns dos antigos ídolos. 


Entretanto, fica assim ideia que de próxima vez se possam juntar alguns craques do presente, tal como desta feita se incluíram nos trabalhos decorridos temas de antes, agora e depois, associando a história que sabe bem lembrar ao desejo de quanto se anseia materializar, sempre.


O programa, ali desenrolado ao vivo e a cores, aos olhos e ouvidos, terminou em apoteose, com toda a gente a ir ter com os campeões eternos que fizeram parte do último painel. Tendo ainda aparecido outros como Jaime Magalhães, Eduardo Luís e Bandeirinha depois, num autêntico banho de multidão e confusão agradável, dando para “tirar” algumas fotos apressadas, mas não possibilitando a tradicional foto de conjunto dos participantes perante o entusiasmo instantaneamente generalizado.


Em suma, como se pode dizer, enquanto encontro familiar que foi… Foi excelente tudo o que vivemos no passado sábado, 27 de maio, em pleno dia comemorativo do grande triunfo de Viena. Um dia bem passado, carago!

Armando Pinto
((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

domingo, 28 de maio de 2017

W52 – FC Porto – Mestre da Cor vence Grande Prémio Jornal Notícias coletiva e individualmente, com Raúl Alarcón de amarelo!


Raúl Alarcón consegue a vitória da Geral Individual e dos Pontos, e a equipa ganha a Geral Coletiva. Num top 10 com 4 atletas da equipa do FC Porto !!!


Mais uma grande vitória do ciclismo portista, desta vez no Grande Prémio JN, a prova portuguesa de maior impacto no apoio público a seguir à Volta a Portugal. 


Tendo mais uma vez esta corrida de etapas decorrido ao longo de meia semana, desde quarta-feira até domingo, revelou-se ser já um acontecimento importante dentro do calendário velocipédico português. Em cujo percurso os ciclistas do FC Porto dominaram a competição e geriram posições. Tendo a formação azul e branca vencido logo na primeira etapa o contra-relógio por equipas, com que houve um autêntico festival noturno de ciclismo e depois, a partir que o Alarcón vestiu a camisola amarela de primeiro da geral, praticamente ficou assegurada a liderança, reforçada entretanto com retumbante vitória do mesmo ciclista da W52-FC Porto na etapa chegada ao cimo do monte vianense de Santa Luzia e imediata repetição vitoriosa no contra-relógio individual na subida barcelense da Franqueira.


Chegado o último dia, foi do centro de Valongo que começou a etapa final do Grande Prémio Jornal de Notícias, com Raúl Alarcón a partir para esta tirada com a vantagem de 18 segundos.


Pela página informática da equipa W52-FC Porto-Mestre da Cor pode ler-se uma correspondente narrativa da tirada de consagração:


« À partida para esta etapa tivemos a visita no autocarro da equipa de Jorge Nuno Pinto da Costa, Presidente do F. C. Porto e de Adriano Quintanilha da W52, que dirigiram palavras de incentivo aos ciclistas.


Como seria de esperar iríamos ser atacados desde o início, mas só aos 21 km da etapa surgiu uma fuga, que esteve sempre controlada a cerca de 30 segundos durante muitos quilómetros.

Esta etapa era curta mas tinha a dificuldade dos Prémios de Montanha e o pelotão foi perdendo elementos em cada subida categorizada. Aos 10 km para a meta apenas 22 ciclistas resistiam no grupo da frente.

Na reta da meta, cerca de 500 metros a subir com uma rotunda pelo meio, foram só 10 que chegaram no sprint que consagrou Raúl Alarcón, o quual, ao ser 2º defendia a sua posição e ampliava a vantagem. Quatro desses dez elementos que chegaram na frente da corrida eram da  W52–FC Porto–Mestre da Cor. A vitória da etapa foi para Daniel Mestre (EFA)». E Alarcón levantou os braços como vencedor final e toda a equipa esteve unida, na vitória conjunta (vincamos aqui nós)....


O ciclista espanhol da W52-FC Porto-Mestre da Cor terminou este Grande Prémio Jornal de Notícias com 20 segundos de vantagem sobre João Benta (do RP-Boavista) e 23 sobre o companheiro de equipa Rui Vinhas, segundo e terceiro classificados, respetivamente. No top-10 da geral individual ainda constam os nomes de mais dois Dragões: Amaro Antunes (5.º) e António Carvalho (6.º). A W52-FC Porto-Mestre da Cor também se impôs na geral por equipas.

“Foi uma corrida fantástica. A chave do triunfo foi a jornada dupla, aquela em que marquei a diferença para os rivais. Mas sem a equipa não teria vencido, porque foram os meus companheiros que seguraram a vantagem nas duas etapas seguintes. Dedico a vitória a todas as pessoas que nos apoiam, aos meus companheiros de equipa, à minha família e à minha namorada”, afirmou Raúl Alarcón antes de subir ao mais alto lugar do pódio.


Classificação Geral Final:

1º - Raúl Alarcón – 13h 27m 39s
3º - Rui Vinhas +23s
5º - Amaro Antunes +31s
6º - António Carvalho +39s
17º - Ricardo Mestre +3m11
28º - Joaquim Silva +7m40
31º - Gustavo Veloso +10m31
41º - Samuel Caldeira +14m58

Geral Pontos
1º - Raúl Alarcón

Geral Montanha
3º - Raúl Alarcón

Geral Equipas
1º - W52 – FC Porto – Mestre da Cor (vantagem de 2m,16s) »

Armando Pinto

((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

“FC Porto Vintage-hóquei” campeão nacional de hóquei em patins na categoria de mais de 35 anos !


Em momento atual difícil da vida do hóquei nacional, quando o hóquei em patins português segue trilhos sinuosos à imagem do sistema do polvo futebolístico e nesse ínterim se somam casos de lesa verdade desportiva, emerge felizmente algo da representatividade do hóquei de mentalidade mais amadurecida, como é o caso dos veteranos. Em cuja categoria se disputou este fim de semana o Nacional de mais de 35 anos, entre equipas classificadas com antigos hoquistas nessa faixa etária.

Em tal testemunho, onde o presente se mistura com a História do Hóquei Patins, disputou-se agora, então, a “Final 8 - Campeonato Nacional +35”, entre os dias 26, 27 e 28 de Maio em Santa Maria da Feira.  Em cuja fase final a equipa representativa do FC Porto, de nome “FC Porto Vintage-Hóquei em Patins” acabou por triunfar.

Fica desde já a boa nova, porque obviamente se sabe que se fosse uma representação do clube do sistema teria espaço mediático e assim isto só será tido na devida conta em recantos como este e entre os que acompanhamos tudo o que diga respeito ao que seja Portismo. Mas o importante é que o FC Porto mais uma vez teve gente que leva o Clube Dragão a ser o melhor, inclusive tenteando-se sobre patins!

Como é “cantado” na página do grupo de amigos “FCPorto Vintage- Hóquei em Patins”: O Campeão voltou !!!

FC Porto Campeão Nacional 2016/2017 em Hóquei Patins + 35 anos. Já com a taça correspondente (equipa na foto a festejar): Luís Vieira da Cunha, Tó Neves, Nuno Cardoso Leal, Pedro Lopes, Hugo Araújo, Pedro Lei, Manuel Ramalho, Fernando Oliveira, Rui Pedro Fernandes, Cândido Oliveira, Vítor Bruno e Nuno Freitas.

Números e classificação:

Para memória, registe-se os dados que ditaram os resultados de tão interessante vitória da equipa azul e branca do FC Porto na disputa entre  oito candidatos. Perante desfecho em que a equipa FC Porto Vintage de Hóquei em Patins venceu o Campeonato Nacional de Veteranos, sob denominação de mais dos 35 anos, ao bater na final a Académica da Feira.

A prova juntou as oito melhores classificadas da prova regular, por entre clubes que têm representantes em equipas de tal categoria, com o Pavilhão da Lavandeira em Santa Maria da Feira a ser o local desta “ Final a 8 ”, que decorreu entre a passada sexta-feira e este domingo. Enquanto, no fim, já na manhã do domingo, a equipa do FC Porto defrontou na final a formação da casa, com a vitória a sorrir merecida e amplamente aos azuis e brancos por 7-2.

= Equipas Finalistas, em pose conjunta =

Para o 3.º e 4.º lugar o Óquei de Barcelos venceu o Parede por 5-4, segurando o ultimo lugar do pódio, restando à equipa da Parede o quarto posto. Ao passo rolante que para o apuramento dos 5.º e 6.º o Fabril foi mais forte que a Stuart Massamá, a quem venceu por 6-3 e na luta pelo 7.º e 8.º, duas equipas ribatejanas se defrontarem com a vitória a pender para o SC Tomar por 2-1, frente ao Estrela Verde de Constância.

Classificação Final
1.º - FC Porto Vintage
2.º - Académico da Feira
3.º - OC Barcelos
4.º - Parede FC
5.º - GD Fabril
6.º - Stuart Massamá
7.º - SC Tomar
8.º - Estrela Verde

Armando Pinto
((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

sábado, 27 de maio de 2017

“Dia do Clube” no Dragão – Um dia à Porto!


Grande jornada de fervor clubista e essencialmente de convívio e de reencontro, eis o 6º Dia do Clube, de Encontro de Portistas e para Portistas, hoje acontecido no Porto, em pleno estádio do Dragão. Uma realização em boa hora levada a cabo por grandes portistas e bons amigos do mundo azul e branco, revelado acontecimento que merece também ficar registado como algo importante para memória Portista. Como tal proximamente aqui se dará nota de tal jornada, mas antes de mais, por ora, desde já se exalta a ocorrência.

Foi um dia bem passado, este que se desenrolou em espaço nobre das instalações do estádio do Dragão, entre consócios e adeptos portistas. De cuja memória ainda e bem presente registo momento em que pude estar mais uma vez com o Presidente Nuno Pinto da Costa (falando na primeira pessoa, pois estive lá pela minha pessoa portista, obviamente) e, porque neste dia se festeja a grande vitória de Viena, algo que teve momento alto comemorativo também na ocasião, gravo em imagem uma recordação do dia, que foi o facto de hoje ter ficado com um livro, alusivo ao feito de há trinta anos (e bem guardado de 1987), devidamente autografado por heróis de nossa memória presentes no enceramento desta jornada memorável, passando esse livrinho agora a ostentar as assinaturas autógrafas de Jorge Nuno Pinto da Costa, Fernando Gomes, Frasco e João Pinto.


Armando Pinto
((( Clicar sobre as imagens )))

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Dia do Clube / 2017 - Encontro de Portistas, no Dragão !


Depois de no ano passado pela primeira vez ter ido a este Encontro Portista, de Portistas e para Portistas, em boa hora organizado e em boas horas (con)vivido, tendo sido um dia inesquecível… este ano há mais e o autor deste blogue está inscrito para ir a este que será o 6º Dia do Clube, edição de 2017. Podendo desde já dizer: nunca mais é sábado… pois é este próximo sábado que acontece. Contando rever amigos e conhecidos por meio da blogosfera portista, especialmente, além dos convidados, naturalmente. Com expetativa e confiança em mais um dia em cheio de Portismo, daquilo que andam nossas almas cheias.

Assim sendo, dia 27 é Dia do Clube! De cuja realidade, com ideia de registo e divulgação, partilhamos aqui e agora o Programa do evento. Com nossos parabéns aos organizadores, desde já, por mais esta ação em prol do FC Porto, por via do sentimento Portista.

Dizem-nos na comunicação oficial: «Está prometido um dia de muito Portismo, de Portistas para Portistas! Contamos contigo no Estádio Do Dragão!» Ora, sendo no Dragão, sem nervoso miudinho de dia de "jogo do Porto", como para estar onde muito gostamos, nem era preciso dizer…   

Armando Pinto

((( Clicar sobre a imagem, para ampliar )))

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Efeméride: Atribuição da Medalha de Mérito Distrital ao FC Porto


Conforme hoje é de recordar: «Há seis anos, e na sequência da inesquecível época (no futebol e não só) 2010/11, o FC Porto era homenageado, vitoriado e distinguido pelo Governo Civil do Porto com a Medalha de Mérito Distrital. O Governador Civil Fernando Moreira resumiu então o portismo em três tempos: “Exemplo de competitividade, exigência e vontade de vencer”.»

Com efeito, o Governo Civil do Porto entregou no dia 24 de maio de 2011, em ato público ocorrido pela manhã dessa terça-esta, a Medalha de Mérito Distrital ao FC Porto. Galardão que atribuiu oficialmente ao clube mais representativo do distrito, em cerimónia realizada no Salão Nobre da instituição.

Juntava-se assim, então, essa distinção da Medalha de Mérito Distrital às anteriores honrarias que o FC Porto tem no seu palmarés de honra, como a Medalha de Ouro da Câmara Municipal do Porto recebida nos anos trinta, mais comendas e colares de honra de oficialato português.

Estava então prestes a desaparecer essa figura institucional que eram o Governos Civis dos Distritos do país, por decisão do governo nacional da época, e antes desse desaparecimento, o último Governador do Distrito do Porto, Dr. Fernando Moreira, quis assim homenagear o maior clube do distrito portuense com essa honra, na calha da conquista de mais um campeonato nacional, ao tempo, e como forma de assim responder ao presidente da Câmara da ocasião, visto o Dr. Rui Rio não ter recebido o clube azul e branco nos Paços do Concelho – na linha de ser conhecido seu sentido adverso ao FC Porto, sem conseguir esconder sua antipatia pelo FC do Porto, mas sobretudo, como é sabido e ficará para a história, pelo caso do plano de pormenor da urbanização das Antas e atraso infligido ao processo da construção do estádio do Dragão.

A propósito do facto do FC Poto ser honrado com a «atribuição da Medalha de Mérito Distrital pelo Governo Civil do Porto, na sequência da conquista do 25.º título nacional», Pinto da Costa referira ao saber da distinção distrital (em discurso na receção oficial na Câmara de Vila Real, diante de autarcas e outras individualidades):«Não fazia sentido não reconhecer os feitos desportivos do FC Porto depois de todas as conquistas», disse Pinto da Costa, durante uma visita a Vila Real, pelo 3.º aniversário da casa dos dragões nessa cidade.

Recuando no tempo, recorde-se o que desse ato da outorga da Medalha de Mérito Distrital ficou anotado na comunicação social:

Durante a sessão solene da entrega da medalha, no seu discurso, o Governador Civil, Fernando Moreira, considerou que o clube é “um exemplo de competitividade, exigência e vontade de vencer”.

A cerimónia, que pôde ser testemunhada num ecrã gigante montado na fachada do edifício, foi precedida pela projeção de um vídeo alusivo à história do clube e às vitórias mais recentes. Aliás, a atribuição da medalha é justificada pelos “excelentes resultados e títulos conquistados, em diferentes modalidades, pelo clube ao longo dos últimos anos, que contribuíram decisivamente para a afirmação e o prestígio nacional e internacional da cidade e do distrito”.

Após a imposição da gravata de bandeira no estandarte e a entrega da medalha e do diploma, o presidente Jorge Nuno Pinto da Costa discursou e agradeceu a distinção ao Governador Civil. “É com profunda emoção que todos nós vemos, finalmente, a cidade, através do seu Governo Civil, prestar a homenagem que era devida ao FC Porto. A partir deste momento, pode Vossa Excelência estar de consciência tranquila por ter feito pela cidade este acto muito importante. A cidade está aqui e sensibiliza-me a presença de pessoas de todos os quadrantes políticos. Resta-nos continuar a prestigiar e honrar a cidade e Portugal, o que nos faz ser dignos dos parabéns do Presidente da República”, referiu.


Ao lado dos quatro troféus conquistados nessa época pela equipa de futebol portista, o presidente sublinhou ainda o carácter universal do clube: “É um enorme prazer saber que por todo o país se festejam as vitórias do FC Porto. O FC Porto prestigia não só a sua cidade mas o seu país. Temos orgulho da nossa cidade, da nossa casa, mas é um prazer ver que os festejos se estendem por Portugal, pelos países de expressão portuguesa, pela Colômbia e até pela Roménia”.


Armando Pinto