sábado, 8 de abril de 2017

Francisco José Marques: Um Dragão de Ouro a valer!


Nos últimos tempos o meio ambiente da comunicação pública do FC Porto apareceu reforçado e especialmente mais ativo. Ficando-se com a sensação duma recuperação de tempo passado, a partir que a equipa de comunicação do FC Porto passou a empunhar um manejo mais acutilante de espada em defesa atacante do FC Porto, com Francisco José Marques como avançado. Quase ao jeito como, apesar do valor e vontade dos avançados do FC Porto, antes só com André Silva na área de ataque faltava apoio goleador e felizmente, com a entrada de Tiquinho Soares, depois a linha da frente da equipa principal do FC Porto ficou melhor, finalmente. Passando-se assim atualmente a já meter algum medo ao poder do polvo do sistema desportivo português.  

Ora o rosto dessa direção de comunicação é efetivamente Francisco J. Marques, antigo jornalista da agência Lusa e depois diretor de informação do Porto Canal. Pessoa que pessoalmente eu não conhecia (expondo assim na primeira pessoa, porque escrevo por minha cabeça o que transmito, apenas com o que é para mim o FC Porto no pensamento). Mas passei a admirar esse novo modelo do FC Porto. De uma forma que, desde os tempos da dupla Pedroto-Pinto da Costa, não sentíamos de modo tão evidente. Pois fazia falta uma defesa forte do FC Porto, tal como em campo Felipe e Marcano, entre outros, calaram lá atrás a deceção de anos anteriores, também Francisco Marques conseguiu fazer com que as razões do FC Porto passassem além das tormentas anteriores e não fosse apenas o esforço de alguns adeptos bloguistas a fazer cócegas ao instalado sistema da “máfia” futebolística e não só.

Claro que no Porto Canal a voz de Bernardino Barros, especialmente, bem secundado por uns José Fernando Rio, Cândido Costa, assim como Rui Cerqueira na direção de conteúdos do Porto Canal, mais uns Paulo Miguel Castro, Tiago Girão, Tiago Marques, etc. etc. iam remando contra a maré e tentando fazer alguma frente ao sistema, difícil porém de apanhar, enquanto escorregadio que é como polvo com tentáculos espalhados. No entanto faltava um abanão na comunicação, como, desde o surgimento da “newsletter” DRAGÕES DIÁRIO, se começou a notar melhor, também. Sem que se queira dizer que só Francisco José Marques tenha o mérito todo, mesmo porque aquela diária carta de novidades portistas também é feita por outras pessoas, embora na maioria dos dias com assinatura de Marques, aparecendo assinada por vezes também por uns Rui Cesário Sousa, João Pedro Barros, Bruno Leite, João Queiroz, etc. Apenas que tem de se dar valor ao mérito e Francisco José Marques não tem tido receio de enfrentar as feras, a pontos de atualmente ser um nome deveras detestado entre os benfiquistas em geral (o que é um bom sinal...) e particularmente para os funcionários da comunicação benfiquista, em cujo universo se contam os freteiros da comunicação social dos meios lisboetas e não só… também. Nomeadamente depois, ainda também, que o diretor de comunicação portista Francisco Marques, na companhia de outros destemidos comentadores, como José Cruz, por exemplo, passou a denunciar publicamente várias situações e a apresentar casos escandalosos e outros que tais, conforme recentemente deu a conhecer a célebre cartilha encarnada diante das câmaras do mediático programa Universo do Porto Canal.

Assim sendo, se anteriormente apreciamos Rui Cerqueira no setor dos Conteúdos do FCP, em que também sabíamos haver mais nomes dedicados à causa portista, como Eduardo Silva, Alberto Barbosa e outros, tal como na parte documental havia um Vítor Queirós que muito enriqueceu o espólio do museu do FC Porto, e ainda, como no ambiente do estádio do Dragão o Fernando Saúl é forte voz a puxar pela mística azul e branca, entre diversos casos exemplares, hoje em dia admramos e sabemos valorizar o trabalho de Francisco José Marques e sua equipa.

Que nunca lhe doa a vontade de “malhar” nas rochas onde se esconde o “polvo”… por mais que sejam alterosas as vagas protetoras do oceânico sistema desportivo nacional.

Francisco José Marques, atual diretor de comunicação e informação do FC Porto, é bem um verdadeiro Dragão de Ouro, um portista a valer, daqueles que valorizamos como defensores dos sagrados interesses do FC Porto.

Armando Pinto

5 comentários:

  1. Nos dias de hoje na verdade não chega a irionia de Pinto da Costa e a declaração do Nuno Espírito Santo no dia dos enganos,porque há sempre quem não entenda ou queira ver outra coisa. Depois queixam-se mas é preciso fazer desenhos a algumas pessoas. Tem de se falar abertamente para todos entenderem.
    PA

    ResponderEliminar
  2. Francisco José Marques foi também para mim uma surpresa. Não conhecia e já admiro.
    As denúncias começaram a fazer estragos e mesmo os comentadores e fazedores de opinião nos diversos canais vêem-se obrigados a falar nas denúncias feitas pelo "nosso" canal e do excepcional programa Universo Porto da Bancada.
    Estas denúncias com provas têm mexido e de que maneira com o polvo e já nada é igual.
    Excelente.

    ResponderEliminar
  3. Perdeu-se muito tempo antes e felizmente agora começa a fazer-se o que sempre devia ser feito. Mas vai ser difícil, conforme se viu no jogo dos vermelhos com o Moreirense com tanto colo e perdão das faltas e agressões descaradas que todo o mundo viu, mas passam sem nada mais. Portugal é um país de corruptos nos lugares chaves de tudo, é um forrobodó a favor do clube da águia depenada. Uma tristeza. Tem o FC Porto, com F J Marques e restantes comentadores do clube, mas também a própria direção, de continuar a denunciar.

    ResponderEliminar
  4. Aviso aos comentadores anónimos anti-Porto e naturalmente lampiões:
    - É escusado enviarem para aqui recados ao Francisco J Marques, pois este blogue é de um portista simplesmente, sem qualquer contacto pessoal com o mesmo grande defensor do FC Porto. Mas, além disso, esses comentários aqui nunca na vida serão publicados, porque aqui só se aceitam opiniões de gente defensora da honestidade, e não de quem só vê vermelho diante do nariz...
    Graças a Deus ainda há Franciscos assim neste mundo. Como o diretor de informação do FC Porto que é mesmo um Dragão de Ouro, mercedor do maior apreço.
    Armando Pinto

    ResponderEliminar
  5. ... "merecedor"...(quem fosse inteligente entendia logo que foi distração na escrita)... e até merecedor maior na próxima outorga dos Dragões de Ouro do FC Porto.

    ResponderEliminar