Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

sábado, 4 de agosto de 2012

Dimensão do F. C. Porto versus Desporto Português…


O que sabemos do F. C. Porto (como dizia Camôes da linda Inês posta em sossego...) queremos sempre expandir, sendo o que no peito temos. Não podendo, na inversa, esconder quando o tentam olvidar. Tal o caso, desta feita, que faz mais uma história para contar... do presente, por sinal.

Na calha presente dos Jogos Olímpicos - onde o desporto português tem dado uma pálida imagem do produto nacional, na senda do que tem acontecido com as modalidades ditas amadoras (como lembra o caso do atletismo que quiseram quase circunscrever aos rivais lisboetas da segunda circular); e perante a desoladora participação dos representantes lusos no grande acontecimento dos cinco continentes unidos pelo desporto… a comunicação social sediada em Lisboa tudo tem feito para amenizar o panorama.

Dentro desses parâmetros, o jornal (nacional) Expresso traz na edição deste sábado uma entrevista com uma famosa basquetebolista norte-americana. Na qual, para espanto de quem ler o texto, ao longo das perguntas e respostas, se fica a saber da dimensão que o F. C. Porto atinge além-fronteiras. 

A entrevista exprime mesmo por si o suficiente, ou seja, dispensa explicações e comentários. Contudo, releve-se uma constatação engraçada, ou nem tanto: Curiosamente, apesar do que a entrevistada mais deixa vincado, repara-se que o jornal não tenha dado destaque a isso, mas a outros pontos, também por motivos óbvios… atendendo à cor.

(Respigo do Expresso, página 38 do primeiro caderno, edição de 4 de Agosto de 2012) 
= Clicar sobre o recorte, para aumentar =

Lendo-se bem o que tão importante desportista expressa, o F. C. Porto é mesmo um mundo…à parte! 

© Armando Pinto 

4 comentários:

  1. Quem já anda "nisto" há muitos anos conhece bem o papel que a comunicação social lisboeta teve (e continua a ter)na promoção dos clubes de Lisboa, muito principalmente, do Benfica. Isto até se poderia compreender se a imprensa alfacinha não hostilizasse o Futebol Clube do Porto e procure secundarizá-lo relativamente ao seu rival da segunda circular, de que é exemplo máximo o jornal desportivo A Bola, cuja linha de conduta é a promoção dos encarnados a qualquer preço e reduzir ao mínimo os êxitos do Futebol Clube do Porto.

    ResponderEliminar
  2. Mesmo com o minimalismo em relação ao nosso Clube, é de admirar que um jornal de Lisboa transcreva esta entrevista rápida. Corroborando o que diz o amigo Silva da Costa, “a Bolha” mandá-la-ia para o caixote do lixo.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Um reparo: apareceu aqui um comentário através dum perfil intitulado dragão venenoso, que, na certa não sendo Dragão, como o nome indica facilmente e o que refere igualmente, queria impôr ideias. Mas não engana na sua atitude... Então ao vir para aqui com exemplos como o da Vanessa Fernandes indicia logo o que pretende... sendo como é um perfil não identificável.

    ResponderEliminar