Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Uma Flor Azul no Mausoléu do FC Porto!


Novembro é já temporada de inverno natural na ambiência vivida, começando logo de início por ser época de lembrar os entes queridos já desaparecidos. Em que incluímos os representantes do FC Porto que merecem nosso respeito eterno, pois que quem soube defender bem a camisola do FC Porto nos será sempre familiar por afeto, também pelo sangue que corre no coração.

A propósito, estando-se no raiar deste tempo de homenagem a todos os santos, por entre os fiéis defuntos, como é do calendário anual, vem ao acender de velas deste período uma lembrança aos nossos vultos portistas que continuam em nossa memória, apesar de já haverem partido do mundo terreno. Vindo à ideia a existência do Mausoléu do FC Porto, uma dotação em que o FC Porto é caso singular, como grande clube que tem assim honrado seus mortos, com deposição de preito a alguns que jazem nessa sepultura própria do clube, em jazigo monumental térreo, além de outras sepulturas individuais – como neste blogue já foi lembrado, em ocasiões anteriores (e no final recordamos com indicação de respetivos links).

Ora, se nem todos os portistas conhecem tal realidade e muitos dos que conhecem a existência nunca tiveram oportunidade de se terem abeirado do local, é de referir que o mausoléu do FC Porto está desde 1968 implantado no cemitério portuense de Agramonte, junto à rotunda da Boavista, na cidade do Porto (perto do centro comercial Mercado do Bom Sucesso e Shopping Cidade do Porto). Onde repousam Glórias do Futebol Clube do Porto, como é e são os casos de João Augusto Silva – dirigente; José Maria Pedroto – futebolista/jogador e treinador; Artur de Sousa "Pinga" – futebolista / jogador referencial, que chegou a ser nome simbólico do antigo trofeu do clube; Soares dos Reis – futebolista/guarda-redes internacional e dirigente; João Lopes Martins – atleta mais eclético, que praticou diversas modalidades no clube; Acácio Mesquita – futebolista e atleta eclético, que também praticou mais outras modalidades; Avelino Martins – futebolista/jogador de renome (o popular “Cara de aço”); Fernando Pascoal das Neves “Pavão” – futebolista / jogador carismático; Joaquim Pereira Lopes ("Lopinhos") – massagista de diversas modalidades do clube e inclusive em seleções nacionais.


Em tempos que já lá vão, como se diz, era costume antigo os aniversários do FC Porto terem em seu programa comemorativo uma romagem de saudade aos cemitérios onde existem sepulturas relacionadas com o mundo portista, sendo que então eram depositados ramos e coroas de flores alusivas quer no Mausoléu, como nas sepulturas do fundador António Nicolau d' Almeida e do refundador José Monteiro da Costa, em Agramonte, bem como ainda na campa onde repousa no cemitério de Paranhos o antigo treinador Jorge Horth, também terreno santo do FC Porto.


Escrevemos assim segundo o que julgamos saber, embora com ressalva de possíveis alterações temporais. Pois como antigamente, por exemplo, o Pinga estava em campa individual e mais tarde seus restos foram também trasladados para o mausoléu do clube, é possível que ainda venha a acontecer qualquer outra nova junção, para não haver dispersão entre o que é propriedade do clube. Sabendo-se que nem sempre tem sido possível estar mais relíquias no repouso eterno do mausoléu portista, devido a vontades particulares, como é de entender.

Vem ao caso, então, por entre estas lembranças de saudade e constante recordação, que muitos portistas não esquecem os seus ídolos e sempre que possível há quem passe por ali para deixar uma flor de homenagem. Como, entre diversos exemplos, foi o caso de um nosso amigo consócio, um nosso conhecido portista frequentador das redes sociais de defesa do clube e do universo da Blogosfera azul e branca – o entusiástico apreciador de tudo o que seja Porto, como é Paulo Jorge Oliveira. Um Portista que no dia seguinte ao feriado dos Santos, ou seja no próprío dia dos Fiéis Defuntos, passou pelo cemitério de Agramonte e deixou por entre as lápides dos nossos homens do passado uma flor azul. Como a imagem que juntamos confirma tal ação.


Tive conhecimento da ocorrência, felizmente, pelas informações que através do mesmo amigo obtive quanto ao bom estado em que se encontra o mausoléu e inclusive sobre a maneira como estava devidamente arranjado com flores, como é próprio da ocasião. Atendendo a alguns comentários que alguém anonimamente havia feito circular, como não é de admirar segundo o que tem sido moda dos últimos tempos… e por via das dúvidas procurei indagar e o amigo Paulo me confirmou.

Como eu e muitos como eu, que vivemos relativamente distantes da Invicta, sem poder ir normalmente muitas vezes à cidade do Porto, não podemos estar tantas vezes como desejávamos quer no estádio do Dragão como em tudo onde pule e salte, mas também repouse, a alma portista... estamos porém de presença sentida em tudo o que diga respeito ao FC Porto. Por isso registamos aqui com apreço a referida visita ao Mausoléu do FC Porto do amigo Paulo Jorge Oliveira, que em seu nome e no nosso ali colocou em Agramonte uma linda flor azul, em memória das nove figuras do FC Porto sepultadas no mausoléu onde repousam Glórias do FC Porto.


Que descansem em paz e possam velar pela glória do FC Porto!

Armando Pinto


Nota: Anteriores referências ao Mausoléu do FC Porto, (clicando) em


e

A. P.

((( Clicar sobre os links para aceder aos artigos e sobre as imagens para as ampliar)))

1 comentário:

  1. É sempre bom nos lembrar MOS de nomes que ajudaram a escrever a Historia do nosso Clube....abraços...... Hernani Rocha Açores

    ResponderEliminar