Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

quarta-feira, 22 de maio de 2019

FC Porto Campeão Nacional de Andebol 2018/2019!


O FC Porto volta a ser Campeão Nacional de Andebol, conquistado que está o 1º lugar definitivo no Campeonato Nacional da modalidade nesta época, ainda antes da prova terminar.


Como nesta modalidade não há foras de jogo, nem mergulhos valem nada de especial, apesar de por vezes aparecerem arbitragens demasiado tendenciosas para o lado adversário, a equipa principal de Andebol do FC Porto conseguiu superar tudo e tornar-se vencedora do campeonato, agora chamado de Liga "Andebol 1".


Com o feito em apreço, este é o 21º Título Nacional de Seniores do FC Porto em Andebol de Sete, desde 1954, a partir que a variante de pavilhão passou a contar. Juntando-se aos anteriores 29 títulos no clássico Andebol de Onze, disputado em campos grandes e como tal ao ar livre, entre 1938/39 a 1975, até essa variante inicial ter entretanto desaparecido das competições oficiais em 1974/75.


Na variante antiga de 11 o FC Porto teve superioridade esmagadora sobre os adversários, levando até que Benfica e Sporting tivessem desistido da prática dessa especialidade antes da mesma ter desaparecido em Portugal (por falta de competidores diante do Porto, que se manteve até ao último ano de competição oficial). A pontos dos andebolistas do FC Porto terem sido apelidados de "Campeoníssimos". Mas depois também na de 7, apesar de ter havido inicialmente algum período de adaptação para quem jogava bem e melhor em recintos grandes, o FC Porto continuou na senda dos triunfos; e só não tem maior número de títulos por casos obscuros, como ainda recentemente aconteceu com o caso "Cashboll", que levou a que a Polícia Judiciária investigasse os responsáveis do Sporting...

Agora o FC Porto voltou a ser Campeão, regressando à sua posição cimeira no andebol. Ficando o Sporting e Benfica de dedo na boca, à distância.

Para memória, eis o que (e como) ficou em registo na página informática oficial do FC Porto:


« 21 DE MAIO DE 2019
Dragões venceram em casa do Madeira SAD, por 29-20, e conquistaram o 21.º campeonato da história do clube

Já se sabia que era uma questão de tempo, mas o FC Porto Sofarma não quis adiar a festa e sagrou-se esta terça-feira campeão nacional de andebol, ao bater o Madeira SAD (29-20), no Funchal, na 8.ª jornada da 2.ª fase do Andebol 1. Com dois jogos ainda por disputar, os Dragões já asseguraram matematicamente a conquista do 21.º campeonato da história do clube, igualando assim o Sporting no número de títulos nacionais. Desde o inédito heptacampeonato, em 2015, que o FC Porto não era campeão nacional de andebol.


Depois de nas competições europeias haver sido conquistado um honroso e histórico 3º lugar na Taça EHF e agora da conquista do campeonato, o coletivo comandado por Magnus Andersson ainda tem um troféu para conquistar em 2018/19: a Taça de Portugal. E importa sublinhar que o FC Porto já não ergue a Taça de Portugal desde 2006/07. Mas há mais. Este grupo pode ficar na história do clube, uma vez que o FC Porto nunca conseguiu fazer a dobradinha, ou seja, conquistar o campeonato e a Taça de Portugal na mesma época. FC Porto-Póvoa AC e Águas Santas-Madeira SAD são os jogos da final four, que se disputa a 1 e 2 de junho, em Sines.

A primeira parte do Madeira SAD-FC Porto Sofarma não foi um grande espetáculo de andebol, mas os Dragões fizeram o que lhes competia e chegaram ao intervalo com cinco golos de vantagem (13-8), assentes, acima de tudo, numa defesa forte e intensa. O Madeira SAD entrou melhor na etapa complementar e aproveitou um momento de menor fulgor do coletivo portista para diminuir a diferença, mas a vantagem voltaria a crescer e o FC Porto Sofarma confirmou o oitavo triunfo em outros tantos jogos na 2.ª fase do Andebol 1. O título fica bem entregue à melhor equipa.


FICHA DE JOGO
MADEIRA SAD-FC PORTO SOFARMA, 20-29
Andebol 1, 2.ª fase, 8.ª jornada
21 de maio de 2019
Pavilhão do Funchal

Árbitros: Miguel Ventura e João Mendes

MADEIRA SAD: João Silva e Gustavo Capdeville (g.r.); Hugo Lima (1), Valter Soares (4), João Martins, Ulisses Ribeiro, Lourenço Silva (1), Daniel Santos, Bruno Landim (7), Elias António, Rúben Sousa, João Miranda (2), Elledy Semedo (2), Pedro Peneda (1) e Francisco Pereira (2)
Treinador: Paulo Fidalgo

FC PORTO SOFARMA: Alfredo Quintana e Thomas Bauer (g.r.); Víctor Iturriza (2), Yoan Balázquez (1), Miguel Martins, Djibril M´Bengue, Ángel Hernández (3), Rui Silva (1), Daymaro Salina (5), Leonel Fernandes (1), Alexis Borges (2), Diogo Branquinho (2), António Areia (3), André Gomes (2), Miguel Alves (3) e Fábio Magalhães (4)
Treinador: Magnus Andersson

Ao intervalo: 8-13 »
Final: 20-29
(sempre com o FC Porto a vencer)


ARMANDO PINTO
((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

Sem comentários:

Publicar um comentário