sábado, 16 de julho de 2016

Portugal Campeão Europeu de Hóquei em Patins/2016 – Mais Quatro Dragões Campeões da Europa!


Agora no hóquei em patins, como ainda há poucos dias foi no futebol profissional e no atletismo, bem como tempos antes no futebol de formação, entre diversos casos, Portugal suplanta os adversários representativos de outros países e afirma-se como nação valente, pelo menos em desporto.

Ora, nova grande vitória duma representação portuguesa de alto nível desportivo está no papo, na maneira de que não há fome que não traga fartura. Desta vez por meio da Seleção A portuguesa hoquista, que obteve mais uma vitória europeia, com o 1º lugar conseguido no Campeonato da Europa realizado em Oliveira de Azeméis. Tendo Portugal vencido a Itália, por 6-2, e assim sagrou-se campeão europeu de hóquei em patins de seleções seniores, na final disputada no Pavilhão Dr. Salvador Machado, na sede do concelho oliveirense.

Com este feito, a seleção portuguesa de hóquei em patins sagrou-se pela 21.ª vez campeã europeia. Num encontro em que esteve a perder por 2-0 desde muito cedo e durante toda a primeira parte em que a equipa com a camisola portuguesa não esteve ao nível normal, demonstrando nervosismo e precipitação; para depois a mesma formação lusa ter já surgido transfigurada do intervalo e, além da reviravolta, construiu uma goleada na segunda metade, terminando em apoteose o jogo final.


A seleção lusa já não conquistava um Europeu da modalidade há 18 anos, depois do título em Paços de Ferreira, e continua a ser quem mais títulos tem, agora com 21, contra os 16 da Espanha, terceira classificada na prova deste ano.

Chega então ao fim o jejum português no Campeonato da Europa de hóquei em patins, que durava desde 1998, quando a seleção era treinada por Cristiano. Agora com Luís Sénica no comando, depois de vários anos em que com este treinador os títulos não tenham sido conquistados, os hoquistas lusos voltam a erguer o troféu frente à ex-campeã Itália.

Efetivamente a ‘equipa das quinas’ defrontou a campeã em título, Itália, na final do certame europeu de 2016. Despedindo-se do Campeonato Europeu de hóquei com o titulo que há tanto tempo escapava. No decurso desta prova em que Portugal terminou 100% vitorioso, com seis vitórias em seis jogos.


Com tal vitória, também, os atuais "Dragões" Rafa, Gonçalo Alves, Nélson Filipe e Hélder Nunes são campeões europeus de hóquei em patins - os mais recentes portistas campeões europeus seniores, sagrados em 2016, depois de Cristiano ter sido o primeiro, em 1971 recorde-se. 

Para a história, é de registar que a equipa dos Campeões de 2016 foi formada por Ângelo Girão (GR), Henrique Magalhães, Rafa Costa, Diogo Rafael, Reinaldo Ventura, Gonçalo Alves, Hélder Nunes, Ricardo Barreiros, João Rodrigues e Nélson Filipe (GR).

A classificação final deste Europeu ficou assim ordenada:
1.º Portugal; 2.º Itália; 3.º Espanha; 4.º Suíça; 5.º França; 6.º Alemanha; 7.º Inglaterra; e 8.º Áustria.


O gabinete da Presidência da República comunicou à Federação Portuguesa de Patinagem que, qualquer que fosse o desfecho da final deste 52º Campeonato da Europa de Hóquei em Patins, a Seleção Nacional seria recebida pelo Presidente da República Prof. Dr. Marcelo Rebelo de Sousa no Palácio de Belém. Havendo entretanto o Presidente da República felicitado a seleção nacional de hóquei em patins, confirmando que irá receber os jogadores na terça-feira à tarde no Palácio de Belém, segundo uma nota divulgada na página oficial. Sendo os atuais Campeões Europeus de hóquei patinado também merecedores de condecorações correspondentes a esta façanha agora conseguida, na linha de recentes distinções a outros desportistas nacionais. Como bom sinal que é, de que Portugal vai tendo gente de mérito no plano competitivo, em desporto ao menos.


Armando Pinto

((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

1 comentário:

  1. No ainda escasso tempo de presidência que Marcelo Rebelo de Sousa leva, já se mostrou mais presidente de todos os portugueses que os antecesores, olhando-se a que os campeões europeus e mundiais do futebol de 1987 e 2004 do FC Porto não foram condecorados, por serem do Porto e por nesse tempo estarem no poleiro maus estadistas, que não tinham na cabeça serem esses dum clube português!!!

    ResponderEliminar