Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

domingo, 22 de setembro de 2019

FC Porto vencedor da Elitecup/2019, 1ª prova oficial da época de hóquei em patins nacional


FC Porto Fidelidade 2-2  (2-1) Sporting CP  -  4-3

O FC Porto, ao triunfar na final sobre o Sporting, venceu a quarta edição da “Elitecup”, prova de pré-época em que entram as oito equipas melhores da classificação da época anterior.


Assim o FC Porto Fidelidade, após empate por 2-2 e desempate vitorioso por 2-1 em livres diretos, derrotou o Sporting CP, conquistando saborosa vitória na Elite Cup. Com Golos de Gonçalo Alves e Carlo di Benedetto no tempo de jogo regulamentar e depois com um bis de Cocco na marcação dos livres diretos. Tendo o guarda-redes Tiago Rodrigues defendido quase todos esses livres do adversário, apenas sendo batido uma vez, superando as duas do guarda-redes do Sporting, Girão.


Ora, como de véspera na vitória sobre o Benfica na meia final, em que o Guarda-redes Mali (Malián) com suas defesas ajudou muito à passagem à final, sendo considerado o MVP do jogo, desta feita foi Tiago Rodrigues que na baliza se cotou a grande altura, igualmente. E o MVP da final foi mesmo Tiago Rodrigues.


Para a história, o FC Porto conquistou a Elite Cup, torneio que reuniu em Portimão as oito melhores equipas da época passada, ao bater na final o Sporting por 4-3, na decisão pela marcação de livres diretos, depois do empate a dois golos no final do tempo regulamentar.


Após uma primeira parte sem golos, João Souto colocou os leões na frente do marcador, mas Gonçalo Alves e Carlo di Benedetto deram a volta ao marcador, até que Gonzalo Romero restabeleceu o empate, a apenas 28 segundos do fim, adiando a decisão para o desempate final. Nos livres diretos, os dragões foram mais eficazes e venceram por 2-1.


Depois de na época passada o FC Porto não ter estado presente nesta prova da Elite portuguesa, por na ocasião estar a competir noutra (tendo ao tempo estado na Taça Continental, do calendário internacional, que o ano passado coincidiu com este torneio), desta vez a equipa azul e branca venceu a quarta edição desta mesma competição, juntando-se a Sporting (2018 e 2016) e Benfica (2017) na lista de vencedores do troféu.


O jovem guarda-redes portista Tiago Rodrigues brilhou entre os postes e só foi batido uma vez por João Souto no desempate por livres diretos. Giulio Cocco, avançado internacional italiano dos campeões nacionais, marcou por duas vezes e também foi decisivo no triunfo portista por 4-3.


Na primeira série de três para cada equipa, das marcações em livre direto, marcaram Giulio Cocco e João Souto. Na segunda série, Cocco voltou a marcar, mas Souto não conseguiu voltar a bater Tiago Rodrigues, que jogou toda a partida e acabou por ser nomeado MVP desta final, no Portimão Arena. Ficando demonstrado que o FC Porto tem para a época dois bons guarda-redes.


Ficha do jogo

Final - Elite Cup
FC  PORTO, 4 – SPORTING, 3.

Árbitros: Luís Peixoto e Joaquim Pinto

FC Porto - Cinco inicial: Tiago Rodrigues (gr), Carlo Di Benedetto (1), Giulio Cocco, Sergi Miras e Gonçalo Alves (1). Jogaram ainda: Andres Castaño, Poka, Rafa e Reinaldo Garcia. Treinador: Guillem Cabestany

Sporting - Cinco inicial: Ângelo Girão (gr), Pedro Gil, Matías Platero, Toni Perez e Gonzalo Romero (1). Jogaram ainda: Ferran Font, Telmo Pinto, Raul Marin e João Souto (1). Treinador: Paulo Freitas

Disciplina: Azul a Ferran Font.

Ao intervalo: 0-0


Marcha do marcador: Segunda parte: 0-1 João Souto, 1-1 Gonçalo Alves, 2-1 Carlo Di Benedetto, 2-2 Gonzalo Romero

Livres diretos: Poka falha, Ferran Font falha, Giulio Cocco marca (2-3), Raul Marin falha, Carlo Di Benedetto falha, João Souto marca (3-3); Giulio Cocco marca (3-4), João Souto falha. Com a ressalva que nessas falhas especialmente contou que os guarda-redes defenderam…

 Giulio Cocco fez a diferença ao marcar com sucesso dois golos, contra um do lado do Sporting, por João Souto.

De vincar ainda ainda que, além dos MVP de cada jogo, o portista Carlo Di Benedeto foi eleito MVP do torneio, que se disputou desde sexta até domingo no Portimão Arena.


 *****
O Benfica classificou-se em terceiro lugar na prova, ao ter vencido a Juventude de Viana, por 3-1, e terminou no último lugar do pódio.
Já o HC Braga venceu o Óquei de Barcelos (3-2) no jogo de atribuição do quinto e sexto lugar, enquanto a Oliveirense ficou em sétimo depois de bater o Paço de Arcos, por 1-0.

 *****
No final, o treinador do FC Porto, Cabestany, vincou que  "O objetivo era fazer boas exibições e preparar a nova época".

O FC Porto venceu assim este domingo a Elite Cup, prova oficial do calendário nacional de pré-época da Associação Nacional de Clubes de Patinagem (ANACP), com o Record como media partner.

 *****
Nota Extra: Lamentável o facto do jogo da final não ter sido transmitido em direto pelo PORTO CANAL. Perante o caso de então estar a ser transmitido desde a Macedónia o jogo de andebol da Liga dos Campeões, entre o titular Vardar e o FC Porto, que porém não impedia que houve simultâneo entre os dois acontecimentos. Podendo, como antes acontecia em casos similares, ser dado tempo num lado e noutro, à vez, conforme as situações. Assim o hóquei foi preterido no canal televisivo do clube. O que obrigou muita gente portista a ter de ver pela Sporting TV, canal televisivo do adversário (algo que no caso pessoal do autor destas linhas levou a ter de tirar o som ao televisor, vendo as imagens e as reações visuais... mas perdendo no fim de ver a entrega do troféu, pois a emissão foi cortada logo que acabou o jogo e o clube dono do canal perdeu!). Bastando ler comentários nas redes sociais, para ver o desencanto geral entre portistas conhecidos. Isso porque o jogo da final do hóquei em patins foi transmitido pela aplicação móvel FCPORTOTV, obrigando a ter de se ver em ecrã pequeno de telemóvel, por exemplo. "Coisa" que não cativa muito, por assim dizer. Nesse caminho o Porto Canal vai perder interesse e o novo meio não ganha mais gente que a que tem, se não diminuir quando isso passar a ser pago. Enfim. O clube não pode olhar só à parte comercial, por mais esquisitices que os novos tempos apresentem (com carnes e outras matérias atualmente na ordem do dia). 

Armando Pinto
((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

1 comentário:

  1. Contaram-me que foi retransmitido mais tarde no Porto Canal em diferido, a altas horas da noite. Deve portanto ser repetido durante o dia de segunda ou terça. Também concordo que o canal do nosso clube perde e faz desmotivar.

    ResponderEliminar