Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

domingo, 15 de setembro de 2019

Francisco Campos, do FC Porto: Vencedor da primeira edição da clássica Rota da Filigrana


Francisco Campos venceu ao sprint a primeira edição da Rota da Filigrana, uma clássica que ligou Gondomar a Póvoa do Lanhoso, com passagem em Felgueiras.


A primeira edição da Rota da Filigrana – prova clássica, em ciclismo, competição de elite e sub-23, correu-se este sábado, unindo dois concelhos com pergaminhos na arte da filigrana, Gondomar e Póvoa de Lanhoso. Tendo o pelotão sido composto pelas nove formações profissionais e pelas seis equipas de clubes portugueses.


O FC Porto participou com uma formação essencialmente composta por elementos que não participaram na Volta a Portugal de 2019, devido ao número de elementos do plantel e por na ocasião estarem a participar noutras provas no estrangeiro, uns em representação do clube e outros ainda de seleções nacionais. Sendo o grupo escalado para esta clássica assente numa mescla de juventude e experiência.

Num percurso de rara beleza, com saída da área do Grande Porto, na terra da filigrana dos arredores da cidade Invicta, com passagem pelo Vale do Sousa e chegada ao verdejante Baixo Minho, a prova deu um ar de velocidade e cor às terras percorridas pelo interior de Entre Douro e Minho.


Então, a ligação entre duas cidades ligadas ao trabalho com o ouro foi o mote para a criação da Rota da Filigrana. A primeira edição corrida este sábado, 14 de Setembro, teve uma distância de 132 quilómetros apenas com um Prémio de Montanha, na transição dos concelhos de Lousada e Felgueiras.


Uma fuga de 5 homens surgiu logo de início com Joaquim Silva integrado, cuja fuga nunca chegou aos 2 minutos de vantagem e terminou após a passagem no Prémio de Montanha, com o grupo a desentender-se. Joaquim Silva foi o segundo a passar o Prémio de Montanha.


Depois dos elementos da fuga terem sido todos alcançados, o pelotão começou a preparação da chegada ao sprint.


Na discussão do sprint pelos homens mais rápidos foi o portista Francisco Campos a levar a melhor, ao bater Daniel Freitas (Miranda-Mortágua) e Rafael Silva (Efapel). Numa chegada emotiva ao sprint, o jovem Francisco Campos venceu assim a primeira edição da prova.


Classificação:

1º - Francisco Campos – 3h 04m 04
18º - Jorge Magalhães – mesmo tempo
25º - César Fonte - mt
26º - Rui Vinhas + 7 segundos

(Esta prova, que este primeiro ano teve a ligação referida, terá na continuação partida e chegada de forma alternada nos dois municípios. E “será complementada com a realização de uma outra, do género ‘Grandfondo’, na qual poderão participar todos os praticantes de ciclismo, populares ou federados. Também será promovido um seminário sobre o ciclismo profissional, trazendo para debate os agentes da modalidade. Cabendo à Federação Portuguesa de Ciclismo e ao Boavista Ciclismo Clube a organização e regulamentação técnica da prova.)

Quase no fim da temporada deste desporto das bicicletas de corrida, Francisco Campos alcança sua segunda vitória individual com a camisola do FC Porto (depois de ter vencido o Grande Pémio Anicolor, conforme está também devidamente registado neste blogue), o que é prometedor, atendendo a ainda ser sub-23, enquanto somando esta vitória a equipa W52-FC Porto consegue um total de 18 vitórias na época.

Armando Pinto
((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

Sem comentários:

Publicar um comentário