Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Revista “Dragões” na frente da imagem de marca portista


Tempos houve em que o FC Porto foi um Dragão algo adormecido, mas de há anos a esta parte que tem vindo a empertigar-se, como todos sabemos, na ideia de querermos o melhor para o nosso clube. Vindo finalmente a acordar-se com a boa prestação de não mais deixar calar e passar em claro as jogadas de bastidores que ao longo dos anos tanto têm ajudado os rivais e prejudicado o colossal clube dragão. Tal a importância do que tem sido transmitido pelo Porto Canal, com relevante papel duns Francisco J Marques, Tiago Girão, Bernardino Barros, José Cruz, Pedro Bragança, Diogo Faria, etc. Além de outras ações, tendentes a fazer rentabilizar a imagem e o carisma azul e branco, como tem sido no avivar de memória, desde que na revista Dragões surgiram páginas dedicadas à memorização da história do FC Porto  inicialmente com Vítor Queirós e atualmente com Diogo Faria, entre outros elementos da estrutura informativa. Mais, de modo particular, Alberto Barbosa na qualidade de editor da Dragões, sendo este, segundo pensamos, o principal responsável por todos os conteúdos que têm sido publicados. Entre material que será muito útil a futuras consultas, donde ressalta de modo especial a rubrica Imortais, “coisa” com grande valor memorial, é evidente. Dando-se enfim razão ao que bons portistas vinham há muito fazendo na blogosfera portista, através de blogues de feição Pró-Porto, dedicados a elevar a boa memória do Portismo que corre nas veias de quem sente o clube que faz bater mais apressado o coração.

Atendendo a essa nova imagem que a revista Dragões vem transportando, como aliás está bem patente na capa do mais recente número editado (que se pode consultar seguindo a própria ligação informática, como o autor destas linhas por ora tomou conhecimento, sendo que depois e como de costume proximamente chegará aos interessados na versão de papel), perante a roda dos nossos jogadores e restantes membros da equipa que nos campos de futebol nos estão a encher as medidas portistas, fixamos desta feita uma menção honrosa a esse labor clubista, colocando uma apresentação da revista em apreço, por meio do que da mesma vem na missiva “Dragões Diário”:

Para ler e desfrutar  
«Está desde ontem disponível online a edição de janeiro da revista Dragões. Desta vez o destaque vai para a roda que reúne jogadores, equipa técnica e staff do FC Porto no final de cada jogo e que simboliza um balneário cada vez mais forte e coeso, abordada num trabalho que conta com os contributos de Sérgio Conceição, Herrera e Marcano. Mas há muito mais: a revisitação dos sete golos centenários já marcados no Estádio do Dragão, a partilha de memórias de cinco sócios que completaram 75 anos de filiação no FC Porto, a recordação de um treinador que morreu em serviço, a análise da recuperação da equipa de basquetebol e entrevistas a Carles Grau e a António Areia, entre outros conteúdos.» (Mais  agora pela perspetiva do autor deste blogue  uma boa evocação de um prélio disputado noutros tempos com o Liverpool, por ocasião em que Américo recebeu o Prémio Somelos-Hellanca, cuja crónica é das melhores que temos visto entre as evocações portistas, inclusive partilhando célebre foto que ao tempo foi impressa no jornal O Porto, em sinal de como as publicações podem fazer prevalecer memórias e mexer a história.)
~~ * ~~ 
Acresce ainda, nesta revitalização que se nota (mesmo em quem vive à distância física, mas em constante presença mental no mundo alvi-anil portista), que também está a ter um pendor acutilante, na defesa dos superiores interesses do FC Porto, toda a equipa da newsletter Dragões Diário, incluindo o núcleo redatorial da revista Dragões. Desde o assistente de redação Eduardo Silva, aos redatores Bruno Leite, João Pedro Barros, João Queirós e Rui Cesário Sousa, além dos já referidos Diogo Faria e Alberto Barbosa. Tudo gente – que só conhecemos de nome, falando na terceira pessoa como mandam os cânones, mas tratando-se obviamente do autor deste texto – que efetivamente fazem trabalho que pode não saltar para a ribalta mas muito dignifica e fortalece o que é afinal o FC Porto.

Armando Pinto
((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

Sem comentários:

Publicar um comentário