Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

terça-feira, 11 de junho de 2019

Cerca de 250 adeptos portistas em protesto à porta do Palácio da Justiça


O que se passa em Portugal nos tempos de agora está a tomar proporções incríveis. Onde quase se pode dizer que o que é mal está a passar sobre o bem, a corrupção passa contornos inimagináveis, o compadrio em diversos setores e particularmente nos aspetos económicos e desportivos é de ultrapassagem aos valores normais e de modo caricato manda às malvas os bons costumes. Como o caso dos e-mails é paradigmático, superiorizando-se interesses defensores dos culpados perante a realidade do sucedido.


Urge pois tomadas de posição. Enquanto no aspeto social haverá ponta de esperança que não aconteça como na passagem da Iª República para a Ditadura, na vertente desportiva não tem havido ponta por onde se tenha pegado, entretanto, para inverter as jogadas cada vez mais tendenciosas de retorno ao passado Calabotiano do sistema BSB…


Por isso, embora ainda como num primeiro passo, teve pleno cabimento a manifestação dos Portistas que se concentraram no Porto, diante do chamado Palácio da Justiça, no dia de Portugal.


Escreveu algures D. José Tolentino Mendonça que «por vezes devíamos fazer o elogio dos pequenos gestos de cada dia e colher a grandeza que se esconde, na realidade, naquilo que nos parece nada mais que uma expressão de vida mínima». Como é também o caso, de louvar, como pequeno mas significativo ato de expressão contra a injustiça do Portugal benfiquistado, a mando dos corruptos que vão gerindo o estado mafioso que é transmitido por atos e decisões.


Acompanhando à distância, precisamente pelo espaço físico de distanciação geográfica, mas também pelos motivos que levam a não poder assistir pessoalmente na hora a muitos jogos, por exemplo, contudo totalmente de acordo e seguindo mentalmente, assisti pelas imagens e comentários do facebook ao que foi possível ver e saber, já que os canais de televisão sabiam que não eram eleições do benfiquistão nem destituição do antigo presidente sportinguista Bruno de Carvalho… Mas não só, pois no caso até o canal do FC Porto pareceu ter receio de mostrar o que ali havia e outros meios clubísticos não apareceram para entrar na manifestação. Em sinal que a guerra movida pelo sistema está a ter algum efeito, negativa e infelizmente. Daí ser de elogiar as cerca de duas centenas e meia de pessoas, Portistas dos bons, que marcaram presença. Tal como o Jornal de Notícias reporta:


« Caso dos e-mails

Cerca de 250 adeptos portistas em protesto à porta do Palácio da Justiça

Cerca de 250 adeptos do F. C. Porto manifestaram-se, esta segunda-feira, à porta do Palácio da Justiça do Porto, onde, na semana passada, os portistas foram condenados a pagar uma indemnização de dois milhões de euros ao Benfica, no caso dos e-mails.


Com cartazes a pedir a prisão para corruptos, os adeptos, vestidos de azul e branco, demonstraram a sua indignação pelo facto de o F. C. Porto ter de indemnizar o S.L.B. "O conteúdo dos e-mails é verdadeiro, mas condena-se quem os divulgou em vez de condenar os factos que estão lá escritos. Foi uma decisão injusta e por isso é que estamos aqui a manifestar", disse ao JN, um dos protestantes.
O acórdão que está na base da indignação condenou os quatro arguidos - F. C. Porto Clube, SAD e Media e Francisco J. Marques, diretor de Comunicação do clube - a pagarem cerca de dois milhões de euros ao Benfica pela divulgação de e-mails do clube da Luz. O tribunal considerou que o Benfica sofreu danos emergentes de 523 mil euros e 1,4 milhões de danos patrimoniais, mas o F. C. Porto anunciou a intenção de recorrer.»


Foi assim a manifestação dos Adeptos Portistas totalmente justificada e com certeza um primeiro ensaio, pois que há que fazer alguma coisa. Porque isto não pode ser. A batota não pode continuar a compensar em Portugal. E o sol quando nasce é para todos. Como só há um Deus, seja lá qual for a convicção de quem exerce a justiça da lei dos homens, por homens e mulheres.

Armando Pinto

((( Clicar sobre as imagens, para ampliar. 
E AO CIMO, SOBRE A SETA central, PARA ACESSO AO VÍDEO )))

Sem comentários:

Publicar um comentário