Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

domingo, 28 de julho de 2019

Efeméride da Festa de Homenagem a Onofre Tavares, histórico “Rei do Spint"


28 de Julho de 1957:
Festa de Homenagem a Onofre Tavares, o grande sprinter do F C Porto e de Portugal, no estádio do Lima, primeiro estádio com pista de ciclismo, em redor do também primeiro campo relvado para futebol, na cidade do Porto.   


Na ocasião foi publicado um livro biográfico sobre o mesmo, ”Onofre Tavares – Rei do Sprint”, da autoria de Tomás Cardoso e publicado pela Gráfica Ibérica, do Porto, em sinal de sua importância (livro entretanto esgotado e que teve reedição em 2016, em 2ª edição da editora “bubok” – Bubok Publishing S.L., graças ao empenho dum grande entusiasta e conhecedor do ciclismo nacional, Eduardo Lopes, de Lisboa).

= Onofre Tavares e Américo Raposo, duo de favoritos a vitórias por esses tempos como cabeças de cartaz da correria do pelotão, em imagem de 1952 - nas expetativas referentes à Volta a Portugal desse ano (ganha depois por Fernando Moreira de Sá). Note-se que na legenda original (do jornal de 1952) estão mal colocadas as indicações de direita e esquerda…

Encerrava-se assim a carreira desse ciclista, ao cabo de 20 anos de competição velocipédica. Em sua honra, marcaram presença os espanhóis Saura e Esmaltzes, mais o campeão português Ribeiro da Silva, recém-chegado da sua brilhante participação na Volta à França.

= Onofre Tavares felicitado por Ribeiro da Silva, na sua Festa de Homenagem, na presença de alguns ciclistas dos que se associaram a esse reconhecimento público, entre os quais os colegas de equipa portista Emídio Pinto e Sousa Santos.

Dias depois de terminada a Volta a França, e prestes a começar a Volta a Portugal desse ano, era prestada justa homenagem, em festa também de despedida, ao histórico ciclista Onofre Tavares. Um dos maiores vultos do pelotão nacional, nesse tempo.


Do programa festivo fizeram parte diversos números, englobando corridas de pista:
Corrida de eliminação – vencedor Carlos Carvalho (FC Porto).
Critério de velocidade (20 voltas) - vencedor Sousa Cardoso (FC Porto).
Corrida de Perseguição (à italiana) - vencedor Esmaltzes (Espanha).
De permeio teve lugar o cerimonial de homenagem, em cujo decurso houve intervenções de Homenagem a Onofre Tavares, por Justino Lopes, Dr. Paulo Pombo e Abílio Peixoto.
Por fim, decorreu a última prova de Onofre Tavares. Corrida «Uma hora à americana». Saindo vencedora a equipa formada pela dupla Onofre Tavares-Luciano de Sá.

Sobre o campeoníssimo “spinter” Onofre Tavares, mais tarde treinador e sempre figura do ciclismo português, já foi neste blogue desenvolvida sua carreira desportiva, em texto de cariz biográfico, como homenagem à aura que permanece no mundo do desporto das bicicletas de corrida.


Armando Pinto

((( Clicar sobre as imagens, para ampliar )))

= Relembre-se sua biografia (clicando) aqui.

AP

Sem comentários:

Enviar um comentário