Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Cubillas – oportunidade de recordar o grande astro do tempo da mudança em Portugal


No dia 27 de Janeiro de 1974 Cubillas estreou-se pelo FC Porto num amigável contra a equipa brasileira “Portuguesa de Desportos”, clube de implantação portuguesa em São Paulo. Estava-se a poucos meses do 25 de Abril, e no ar já se respirava algo da transformação que encheu Portugal de diferente ânimo, por esses tempos. Tanto que, volvidos tempos, até o panorama do futebol português teve novo alento, com mais justiça, ainda que não total. Tendo sido necessário depois surgir Pedroto para fazer ouvir a voz do Norte, com o apoio de Pinto da Costa na parte diretiva e área de comunicação do clube, à época.


O peruano Teófilo Cubillas (Cubilhas, em português falado) que ainda chegou a participar em campo na campanha que levou à conquista da Taça de Portugal de 1976/77, ficou na história como um dos melhores jogadores que vestiram a camisola azul e branca do FC Porto.

= Equipa inicial no jogo de apresentação 

Esta lembrança é pois oportunidade de recordar esse grande astro que cintilou no futebol português.

Cubillas chegara dias antes ao Porto, para ser jogador do FC Porto, adquirido no tempo de Jorge Vieira como Responsável do Departamento de Futebol do clube. E a sua “aterragem” no Porto resultou em grande receção pública no aeroporto de Pedras Rubras.


Logo depois, no seu primeiro treino, apadrinhou a campanha de lançamento dos primeiros cachecóis à Porto, que então apareciam por iniciativa de Rolando e Guedes, dupla que formou uma sociedade para a venda desse produto então a começar a ser visto pelas Antas e nos estádios portugueses (ainda guardo um exemplar original desses).


Do jogo de sua estreia também há imagens ainda do bilhete para o jogo e da equipa que alinhou de início, em fotos constantes de livros e outras publicações. Como se junta passagem do livro que, mais tarde, em Dezembro de 1976, lhe foi dedicado na coleção Ídolos.


Armando Pinto
((( Clicar sobre as imagens )))

1 comentário:

  1. Oi! Encontrei um jogo valioso de futebol.
    Rosenborg contra FC Port 96/97
    Jogador famoso Zahovic, Drulovic, Sérgio Conceição, Edmílson, Brattbakk.
    https://youtu.be/MavHqrVrVjg

    ResponderEliminar