Reconstituição Histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Reconstituição histórico-documental da Vida do FC Porto em parcelas memoráveis

Criar é fazer existir, dar vida. Recriar é reconstituir. Como a criação e existência deste blogue tende a que tenha vida perene tudo o que eleva a alma portista. E ao recriar-se memórias procuramos fazer algo para que se não esqueça a história, procurando que seja reavivado o facto de terem existido valores memorávais dignos de registo; tal como se cumpra a finalidade de obtenção glorificadora, que levou a haver pessoas vencedoras, campeões conquistadores de justas vitórias, quais acontecimentos merecedores de evocação histórica.

A. P.

domingo, 5 de abril de 2020

Recordando: Vitória do FC Porto diante dos alemães do Furth… a 5 de abril de 1926


Interessante duelo de campeões, entre os então titulares de Portugal e da Alemnha, no dia 5 de Abril de 1926. Com o FC Porto a alcançar uma grande vitória internacional ao derrotar, por 3-2, o Verein Razenspiele Furth, campeão da Baviera.

Nesses tempos naturalmente era tudo ainda novidade e faziam-se sentir as distâncias e fronteiras. Sempre que havia oportunidade de encontro com equipas de outras nações era acontecimento grande. E o FC Porto tinha tarimba de ser já um habitué em vitórias assinaláveis diante de fortes conjuntos vindos de outras paragens do globo. Curiosamente contrastando com certa irregularidade nas provas internas, em que tanto havia vitórias importantes como surpreendentes desaires, possivelmente pela motivação ou descontração, conforme as circunstâncias, nessas eras de amadorismo e convivência desportiva.

Assim na primavera de 1926, a 5 de abril, o FC Porto recebeu o clube campeão da Baviera, que antes vencera em Lisboa todos os jogos disputados com equipas da capital portuguesa. Tendo o jogo na Invicta tido lugar no campo do Covelo, onde se encontraram os dois conjuntos, servindo então um bom relacionamento entre portugueses e alemães em período pós-guerra, enquanto no país se notava a instabilidade política que pouco depois resultou no golpe de Gomes da Costa e Mendes Cabeçadas com que foi instaurado o regime de início à ditadura e pela Europa ainda se viviam resquícios da I Grande Guerra mundial.


Desse sucesso luso, entre os representantes nortenhos de Portugal através do FC Porto e os Alemães do Furth, falam as crónicas coevas. Das quais foi feito um bom relato descritivo na volumosa obra historiadora dos 3 grandes clubes de Portugal, sob título “Glória e Vida de 3 Gigantes” edição em fascículos do jornal A Bola. De onde se reproduz a parte de texto correspondente e a imagem respetiva, desse livro que faz parte da coleção do autor destas linhas.  


Armando Pinto
((( Clicar sobre as imagens )))

Sem comentários:

Publicar um comentário